A cantora maranhense Pabllo Vittar, na primeira noite do Lollapaloozo, na sexta-feira (25), em São Paulo, levantou uma bandeira com a foto de Lula e gritou: “Fora Bolsonaro!”

Foi o suficiente para o PL. partido do presidente da República, pedir ao TSE a proibição de manifestações políticas durante o festival e teve a liminar acolhida pelo ministro Raul Araújo.

A manifestação de Vittar foi considerada como propaganda política-eleitoral antecipada, “ostensiva e extemporânea”. Ficou estabelecido ainda a multa de R$ 50 mil em caso  de descumprimento da medida da Justiça Eleitoral.

O ministro lembrou também que manifestação política só pode ser feita a partir do dia 15 de agosto.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.