Na sessão plenária desta terça-feira (8), o deputado Yglésio (PROS) defendeu que a rede pública de ensino no Maranhão afaste das salas de aula somente os alunos que testarem positivo para a Covid-19 e não toda a turma, para que a dinâmica do aprendizado não seja prejudicada. Ele informou que tem recebido reclamações de pais de alunos cujos filhos têm sido impedidos de frequentar as aulas em decorrência desses casos.

Deputado Yglésio Moyses

Quando um aluno testa positivo, as aulas são suspensas por uma semana, o que considero um contrassenso do ponto de vista médico, tendo em vista que a variante ômicron, principalmente entre pessoas mais jovens, praticamente não implica em mortalidade”, explicou, defendendo que apenas o aluno que testar positivo para a doença passe a assistir às aulas remotamente, como acontece em São Paulo.

De acordo com o deputado, a suspensão terá impacto no aprendizado e terá implicações negativas nos próximos cinco a dez anos. “2020, 2021 e, agora, 2022, são períodos em que os estudantes estão completamente desmotivados em decorrência dessas incertezas”, garantiu.

Yglésio afirmou que proporá, em forma de Indicação, protocolo similar ao proposto em São Paulo, a ser apresentado ao secretário da Casa Civil, Diego Galdino, com a sugestão de afastar das salas de aula apenas aqueles alunos que forem infectados pela Covid-19.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.