O acerto sobre as substituições de auxiliares que estão entregando os cargos antes do dia 31 de março, conforme o próprio Carlos Brandão explicou em entrevista, será de comum acordo entre ele e Flávio Dino para que não houvesse mais mudança durante o mandato tampão.

Então, a partir do dia 31 de janeiro, todas as substituições nas secretarias deveriam ser por pessoas que possam ficar até o dia 31 de dezembro de 2022. Porém, não foi o que aconteceu logo na primeira, quando Flávio Dino escolheu o novo secretário de Segurança em substituição ao nome de Jefferson Portela.

Tanto que até o agora às 9h desta quarta-feira (o9/02), o vice-governador não teceu um comentário sobre a indicação do nome do delegado como novo titular da pasta da Segurança Pública, assim como nem apareceu na foto quando do anúncio do substituto.

O governador tem discutido com a gente que, como só faltam 60 dias para ele sair do governo, a partir desse momento, nós vamos dialogar, eu e ele, para que a gente faça as substituições. Não pode trocar um secretário agora, para daqui a 60 dias eu ter de trocar de novo. Então, há um entendimento que a gente faça junto”, informou Brandão, dias antes da substituição na SSP-MA.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.