A revogação ocorreu hoje, sexta-feira (25), depois que a desembargadora Nelma Sarney constatou que os advogados dos deputados governistas impetraram vários mandados de segurança pedindo a anulação da escolha dos novos membros da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. Foi dela a primeira decisão pela destituição da CCJ.

Com a nova decisão, volta a valer a escolha do deputado pedetista Márcio Honaiser  para o comando do colegiado. Outra decisão deve ser tomada  pelo desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.