O Instituto DataIlha, contratado pelo incompetente forasteiro secretário Capelobo, fez um levantamento mirabolante que teve sua aceitação suspensa por irregularidades no levantamento e que deve ser multado em R$ 25 mil. Não colou! Prova de que coisas absurdas estarão vindo por aí.
Um segundo instituto de nome MBO também teve seu resultado impedido de ser publicado pelos mesmo motivos atribuídos ao DataIlha, por determinação da Justiça Eleitoral.

O DataIlha tem profundas ligações como o secretário das Cidades, deputado federal licenciado Márcio Jerry, aquele que foi classificado pelo prefeito de Rosário como “moleque, “bandido” e “vagabundo”.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Desde a última terça-feira (09), a Polícia Civil do Maranhão vem deflagrado uma ação policial de ...
Leia Mais
"Dia Internacional dos Povos Indígenas. Nossas homenagens aos povos indígenas, que lutam e resistem em defesa ...
Leia Mais
Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Federal de Imperatriz, no Maranhão, deflagrou a operação “Bit ...
Leia Mais
O juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís, ...
Leia Mais
Autor da emenda parlamentar que assegurou recursos financeiros para bancar a implantação de pavimentação em bloquetes, ...
Leia Mais
Um dia histórico para as mulheres tuntuenses. Nesta última segunda-feira (08), foi realizada a assinatura do ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.