A ex-governadora ignora desde o ano passado o convite dos maranhenses para voltar ao cargo majoritário no Palácio dos Leões. Roseana Sarney simplesmente não considera o chamamento dos eleitores para entrar na disputa contra os dois principais pré-candidatos à sucessão de Flávio Dino.

Em todas as pesquisas de 2021 o nome dela aparece sempre na liderança com certa folga em relação aos pré-candidatos assumidos, a exemplo da mais recente feita pela Escutec. Porém, nada demove a filha de Sarney  para pular do muro.

Os números apenas mexe com o ego da ex-governadora, que mostra um medo danado de entrar na disputa e ser esmagada pela terceira vez. Perdeu uma eleição para Flávio Dino em 2018 e outra antes, em 2006 para Jackson Lago.

Disputar uma vaga à Câmara Federal é bem mais cômodo e a certeza da vitória é mais garantida gastando nada ou bem pouco. Na verdade, a família Sarney sempre disputou o logrou êxito com a força dos cofres da viúva.

Quando precisou meter as mãos no bolso, perdeu. Por isso, não gasta e não ganha, a exemplo de Sarney Filho, que desistiu da política. Aliás, contam que existe uma cascavel na bolsa de Roseana. Melhor não arriscar.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.