O Ministério Público do Maranhão instaurou Inquérito Civil para apurar atos de improbidade administrativa no Município de Paraibano. O alvo da investigação é a Diretora de Departamento DAS-2 da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), Orlanda Maria Coêlho Pereira Alves, irmã do vice-prefeito Olivan Coelho. O inquérito que estamos tratando se refere à prática de nepotismo na administração municipal.

Olivan Coelho, vice-prefeito de Paraibano

Orlanda foi nomeada para o cargo em janeiro do ano passado pela prefeita Vanessa Queiroz Furtado (veja abaixo). Ela também foi candidata a vereadora pelo PC do B em 2020 em Barra do Corda obtendo 74 votos e está como Suplente.

Na Portaria de conversão de Notícia Fato para Inquérito Civil Público o Promotor de Justiça Carlos Allan da Costa Siqueira, recomenda à prefeita Vanessa a exoneração da servidora tendo em vista a incidência de nepotismo na nomeação da mesma.

O nepotismo constitui modalidade de ofensa aos princípios constitucionais da impessoalidade, moralidade e eficiência administrativa por meio da nomeação de familiares para exercício de cargos públicos”, considerou o Promotor.

Foto Reprodução

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.