Na sessão plenária desta quarta-feira (01), o deputado estadual Wellington do Curso utilizou a tribuna para solicitar ao Governo do Estado o fim da intervenção na prestação dos serviços de travessia São Luís/ Cujupe por meio de ferry-boats. A solicitação foi feita após o deputado Wellington juntar vasta documentação que comprova a precariedade atual dos serviços ofertados à população.

Durante o pronunciamento, o deputado Wellington disse já ter encaminhado toda a documentação aos órgãos de fiscalização e controle para que garantam o fim da intervenção e, por consequência, a devolução dos ferry-boats da empresa Serviporto.

“Apresentei hoje uma vasta documentação que comprova a precariedade dos serviços prestados aos maranhenses que dependem de ferry-boat para se locomover. Solicitei, inclusive, ao Governo do Estado o fim da intervenção e, por consequência, a devolução de todos os ferry-boats da empresa Serviporto, que foram tomados. Meu papel como deputado estadual é fiscalizar. Tenho feito isso e conto, portanto, com os demais órgãos de fiscalização e controle para que ações sejam tomadas. Há aliados de Flávio Dino que são capazes de defender a atual situação do ferry no Maranhão. Ao contrário deles, meu papel é defender os maranhenses. Sigo firme nessa missão”, disse o deputado Wellington.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santa Helena recebeu, com grande festa, nesta sexta-feira (5), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ...
Leia Mais
A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) encaminhou, na última segunda-feira (1º), requerimento de autoria do ...
Leia Mais
Em evento de realizado nesta manhã a cidade de Pinheiro, o prefeito de Palmeirândia, Edilson da ...
Leia Mais
A União dos Vice-Prefeitos do Estado do Maranhão – UNIVIMAR emitiu nota de repúdio condenando o ...
Leia Mais
NOTA PÚBLICA A maioria dos membros da Bancada Federal do Maranhão manifesta sua preocupação quanto à ...
Leia Mais
O poema de autoria da poetisa Mary Elizabeth Frye foi recitado pelo ator e comediante Jô ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.