O deputado estadual Wellington do Curso encaminhou ao governador Flávio Dino e ao secretário de Fazenda, Marcellus Ribeiro, indicação solicitando que utilizem como base de cálculo para cobrança do IPVA em 2022 o mesmo preço de referência utilizado em 2021. Ou seja, o pedido é para que o valor seja congelado. A solicitação busca evitar que a proposta de reajuste de 23,51% do governador Flávio Dino chegue até o bolso dos maranhenses. 

Ao fundamentar a solicitação, o deputado Wellington destacou a crise financeira enfrentada pela população e cobrou sensibilidade por parte do Governo do Estado para não onerar, mais ainda, os maranhenses. E ainda citou como exemplo outros estados que congelaram o valor do IPVA

“Diante da possibilidade de aumento de 23,51% no preço de referência para cobrança do IPVA, apresentei uma proposta ao governador Flávio Dino para impedir que a população sinta esse aumento no bolso. A solução é CONGELAR o valor do IPVA, ou seja, manter, em 2022, a base de cálculo de 2021. Assim, o preço de referência não sobe e, consequentemente, a população não precisa pagar mais caro. Caso nossa solicitação não seja aceita, o proprietário de um Gol 2012, por exemplo, que em 2021 pagou R$ 430,00 no IPVA, em 2022 irá pagar R$ 725,00. Esse acréscimo, com certeza, vai prejudicar muita gente. Nossa luta é para impedir isso. Nossa luta é para evitar esse pacote de maldades de Flávio Dino”, disse o deputado Wellington do Curso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.