O deputado Yglésio Moyses (PROS) apresentou, nesta quarta-feira (3), um requerimento à Assembleia Legislativa do Maranhão solicitando a cópia do acordo entre a Prefeitura de São Luís, o Sindicato dos Rodoviários e o Sindicato dos Empresários do Transporte Público, responsável pelo fim da greve dos rodoviários, que durou 12 dias.


O Prefeito Eduardo Braide (Podemos) anunciou, na segunda-feira (1), um subsídio no valor de R$ 12 milhões, a ser pago em três parcelas às empresas do transporte público. Yglésio questionou de onde sairá a verba.

“Precisamos receber uma cópia do acordo que foi feito entre a Prefeitura, SMTT, Sindicato dos Rodoviários e Sindicato dos Empresários, porque a população precisa saber o que foi decidido, de fato. Foi uma conta de R$ 48 milhões por ano. E a população tem direito de saber de onde vai sair o dinheiro para pagar. Vai sair R$ 500 mil por mês da saúde?  R$ 700 mil da infraestrutura? Virá alguma coisa da iluminação pública? Vai apertar mais na arrecadação? O que que vai ser feito para fornecer esse dinheiro?”, questionou o parlamentar.

Subsídio

O deputado Yglésio já vinha defendendo a necessidade de subsídio ao transporte público de São Luís, desde quando o movimento grevista teve início. De acordo com o parlamentar, sem a participação da Prefeitura de São Luís no financiamento do valor da tarifa, um aumento seria inevitável.

Yglésio também explicou que, em função das gratuidades e meias-passagens, o transporte público da capital acaba pesando para o bolso dos usuários que pagam a tarifa integralmente, já que a Prefeitura de São Luís não subsidia o valor da passagem e os valores são pagos pelos próprios usuários.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.