Por Blog Atual7

O Ministério Público do Maranhão obteve na Justiça a aceitação de ação de improbidade administrativa contra representantes do espólio do ex-prefeito de São Luís, João Castelo.

A decisão foi proferida pelo juiz Itaércio Paulino da Silva, da 3ª Vara da Fazenda Pública, em junho deste ano, mas publicada somente em outubro.

A ação tramita na primeira instância do Poder Judiciário maranhense desde setembro de 2014, e busca assegurar o ressarcimento ao erário de R$ 73,7 milhões recebidos pela Prefeitura de São Luís, então sob Castelo, por meio de convênios assinados com o Governo do Maranhão, em 2009, à época sob comando de Jackson Lago.

O montante tinha como destino serviços de recuperação da pavimentação das vias urbanas; prolongamento da Avenida Litorânea do Caolho ao Olho D´Água; recuperação da Avenida Barramar, interligando as avenidas Luiz Eduardo Magalhães e Daniel de La Touche; e a construção de viadutos e túneis nas rotatórias do Calhau e da Forquilha.

Segundo a Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio e da Probidade Administrativa, porém, as obras não foram realizadas e Castelo sumiu com o recurso público, sem prestar contas sobre os convênios.

Com a morte de João Castelo de São Luís em 2016, o Ministério Público requereu, dois anos depois, o prosseguimento da ação contra o espólio do ex-prefeito, inclusive com pedido liminar indisponibilidade de bens de seus familiares e de empresas pelas quais são responsáveis.

Para decidir sobre o pedido, Itaércio Paulino da Silva determinou uma varredura nas movimentações financeiras dos representantes do espólio, incluindo declarações do imposto de renda dos últimos cinco anos.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Blog do Neto Ferreira No rastro do dinheiro público destinado para a Saúde, o Ministério Público ...
Leia Mais
O Blog do Domingos Costa confirmou agora a noite que o empresário Sandro Schons não resistiu a ...
Leia Mais
Em um grande reunião realizada neste sábado (13), em São Luís, o líder político Dr Hilton ...
Leia Mais
No município de Peritoró, Região dos Cocais, os produtores rurais já estão sentindo os efeitos do ...
Leia Mais
ATUAL 7 Desembargadores da Primeira Câmara Criminal da corte entenderam que Vara de Organizações Criminosas não ...
Leia Mais
Uma tentativa de assalto na Avenida Contorno Leste, no bairro Cohatrac, em São Luís, na manhã ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.