A carta foi endereçada ao diretório estadual do Partido dos Trabalhadores do Maranhão. Nela, Felipe Camarão, que integra a agremiação, disse que se for desejo do PT seu nome estará à disposição e abrirá mão de uma vaga certa na Câmara Federal. 

A informação abalou o terreiro do vice-governador, Carlos Brandão, que quer Camarão na sua chapa na condição de vice. Por outro lado, acendeu a luz amarela entre os aliados de Flávio Dino, que pode ser um sinal de que o governante pode ficar até o final do mandato no cargo e apontar seu secretário de Educação como a terceira via.

O PT deve começar a trabalhar publicamente o nome de Camarão, com a realização de eventos em várias cidades, podendo começar pelo interior, numa campanha para apresentar seu candidato.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.