Da senadora Elziane Gama (Cidadania), a respeito do discurso do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), na sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU):

Uma peça de ficção é a tônica do discurso do presidente na ONU. Esqueceu da corrupção na compra das vacinas, da cobrança de propina, omitiu o desmatamento recorde e as quase 600 mil mortes da Covid-19. Voltou a defender tratamento precoce, é um negacionista cada vez mais isolado”.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.