O governador do Maranhão perdeu a vergonha, o equilíbrio, e meteu a cara de vez na sucessão municipal de São Luís. E mais: bem ao estilo comunista, mostrou a foice e o martelo para cortar e esmagar cabeças se sair derrotado com seu candidato Duarte Júnior aqui na capital.  

Como não poderia deixar de ser, os primeiros investimentos estão acontecendo na área da comunicação e publicidade. Os gastos com veiculação de propagandas das ações governamentais em São Luís foram triplicados, com inserções nas emissoras na tentativa de convencer o eleitor a votar em Duarte. O setor comercial dos veículos de comunicação agradece.

A participação direta na campanha é outro método usado para tirar o candidato da segunda posição, prometendo fazer por São Luís o que nunca fez durante seis anos de governo comunista. Em uma das inserções, Dino promete ajudar a Saúde da capital. Serviu para mostrar que o governo estadual reconheceu a inércia ou a ausência de ações públicas na saúde desde 2015 até hoje.

Mas o pior era esperado e veio: o anuncio, através de seus satélites, da retaliação, da perseguição das mais absurdas, como o corte de cabeças e o fim de qualquer relacionamento entre lideranças e o poder público. Ou seja: quem discordar sofrerá castigos de toda ordem. Foi o próprio governador quem avisou: é hora de separar o trigo do joio.

E quem conhece Flávio Dino sabe do que ele é capaz, ainda que estrague todo seu projeto de dominar o Maranhão por longos anos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.