Na noite desta quinta-feira (7) o plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, com placar de 6 votos a 5, que um condenado só pode ser preso em definitivo após o trânsito em julgado —o fim dos recursos.

Por meio das redes sociais o deputado Zé Inácio se manifestou em relação a decisão.

“O STF fecha posicionamento contrário à prisão em segunda instância, decisão que respeita a Constituição e o Estado Democrático de Direito, além de reafirmar que Lula foi condenado e preso num processo injusto e político. Seguiremos na luta por justiça e liberdade plena para Lula, o que se sucederá quando o STF reconhecer que Moro foi um juiz suspeito e parcial, e anular a condenação do ex-presidente”, disse.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.