Há algo inexplicável que vem impedindo o crescimento do nome do pré-candidato a prefeito de São Luís, Osmar Filho. O presidente da Câmara Municipal de São Luís tem a simpatia e apoio das principais lideranças da capital, mas não empolga seu alvo: o eleitor.

A cada rodada de pesquisas feita na capital, o nome do pré-candidato do PDT não passa de 3%, isto faltando menos de um ano da eleição. É preciso refazer estratégias e ter apelo popular.

O prefeito Edivaldo Holanda, que voltou a ganhar a confiança no bairros, é o principal cabo eleitoral de Osmar Gomes Filho. O senador e presidente estadual do PDT, Weverton Rocha, também carrega nos ombros o nome do presidente da Câmara Municipal. A militância do PDT ainda não se empolgou, mas a ampla maioria dos vereadores já fechou com Osmar.

São sucessivas reuniões com lideranças comunitárias que abrem a boca para apoiar o vereador do PDT. Os próprios colegas de parlamento fazem reuniões em suas áreas de atuação e levam o pré-candidato. Boa parte dos deputados estaduais e federais está com ele. Então, o que de fato acontece que Osmar não sai do lugar?

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.