Lula concedeu entrevista para a TV Educativa da Bahia para falar, dentre outros assuntos, sobre a formação de uma grande frente de esquerda para ganhar a presidência da República em 2022. Dando uma de decente, açucarou a boca dos comunistas ao citar o nome do governador do Maranhão como um dos prováveis nomes do campo da oposição.

Internamente entre os petistas a insinuação de Lula soa como uma piada ou no mínimo um caso bem pensado , uma armadilha para atrair Flávio Dino a acabar como o carregador de malas do projeto de retorno do PT ao poder central.

Diferente de Lula, a presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann  deu um chute nas esquerdas ao garantir que o PT terá candidato próprio quer seja Lula ou o Haddad.

O ex-presidente alimenta a esperança de um único nome para enfrentar o centro (João Dória) ou a direita, provavelmente com o próprio Bolsonaro. Esperto, Flávio Dino pode repetir o feito aqui no Maranhão de 2010.

Naquela eleição, era o terceiro colocado na disputa pela sucessão estadual, perdendo para Roseana Sarney e Jackson Lago. Encerrado o pleito, Roseana ganhou no primeiro turno e Dino chegou em segundo lugar. Quatro anos depois, saiu exitoso no primeiro turno e em 2018 repetiu a vitória na primeira etapa.

Em política tudo é possível, menos o PT formar uma grande frente com o nome de Flávio Dino como candidato único das esquerdas. Então, ninguém sabe que está querendo enganar o outro.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.