A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) realizou, nesta quarta-feira (3), sessão solene pelos dois anos de criação da Casa de Apoio Ninar, implantada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) na antiga Casa de Veraneio do Estado, na Praia de São Marcos, em São Luís. A sessão foi conduzida pelo presidente Othelino Neto (PCdoB) e o autor da proposta, deputado Roberto Costa (MDB), disse que a solenidade transcorreu, também, para homenagear a neuropsiquiatra Patrícia da Silva Souza, diretora da Casa Ninar, que recebeu a Medalha Manuel Beckman.

Vários outros deputados participaram da solenidade, entre eles, Duarte Júnior (PCdoB), Cleide Coutinho (PDT), Dr. Yglésio (PDT) e Wellington do Curso (PSDB). Além da própria homenageada, prestigiaram o evento o procurador Eduardo Jorge Nicolau, corregedor do Ministério Público do Maranhão; a desembargadora aposentada Etelvina Gonçalves; o defensor público do Núcleo da Defesa da Criança e Adolescente, Joaquim Neto; a médica Lídia Nicolau; e Cláudio Rezende, presidente da Acua, parceira do projeto. Todos destacaram a homenagem e a iniciativa do deputado Roberto Costa.

O presidente Othelino Neto destacou a homenagem e disse que o projeto é o único dessa natureza no Brasil. “A homenagem é uma forma de destacar, principalmente, a importância do projeto Casa de Apoio Ninar, por ser importante e ímpar. Aquele espaço, que antes era destinado a ações não essenciais, agora se volta para essa causa tão nobre que é cuidar de crianças especiais e de suas famílias, prestando-as assistência”, disse.

Crianças especiais

Roberto Costa afirmou que “é um programa que realmente o enche de orgulho”. “Estamos fazendo uma justa homenagem pelos dois anos de funcionamento desse extraordinário projeto, por meio de um trabalho de assistência pediátrica a crianças na área de neuropsiquiatria”.

Ele enalteceu o trabalho da diretora da Casa de Apoio Ninar. “É uma figura que dedica seu tempo e seu amor para aperfeiçoar essa metodologia, aplicando os avanços da Medicina em benefício das crianças especiais, com epilepsia e microcefalia congênita, por conta da ação do Zika. Portanto, nada mais justa essa homenagem da Assembleia ao projeto e, consequentemente, à diretora Patrícia Souza.  Ela é criadora da metodologia da Casa de Apoio Ninar. Claro que teve a participação do governador e do secretário Carlos Lula, que compreendem a importância do projeto”.

Roberto Costa contou que esteve na Casa de Apoio Ninar por diversas vezes e fez um relato dos serviços prestados, como doação de cadeiras de rodas especiais. Ele informou que destinou R$ 400 mil, via emenda parlamentar,  para o projeto.

O deputado Dr. Yglésio foi à tribuna para enaltecer o papel e a força das mães das crianças especiais e disse que os pais são menos participativos no acompanhamento dos filhos. “É preciso interagir com os filhos e espantar o preconceito. E nada mais simbólico o fato do governador haver implantado esse projeto numa casa que era local de festas”, assegurou.

Número musical

No início da sessão solene,  foi exibido um vídeo institucional sobre as ações da Casa de Apoio Ninar, com depoimentos de crianças e familiares, de vários municípios do Estado, agradecendo pelas ações. Crianças, mães e profissionais ainda apresentaram um número musical. Familiares de crianças especiais, a exemplo do pequeno Lorenzo, de dois anos, acompanharam tudo. A Medalha foi entregue pelo deputado Roberto Costa, após ser chamado pelo presidente Othelino Neto.

Emoção 

Emocionada, Patrícia Sousa contou que, desde cedo queria ser neuropediatra. “Para tratar das crianças que jamais iriam crescer, daquelas que seriam eternamente crianças. O momento que mais me tocou na vida foi a maternidade e fui presenteada pelos melhores filhos que Deus podia me dar. Eles me motivaram a tocar esse projeto e me fazem me sentir a melhor mãe do mundo”, afirmou.

Ela revelou que começou o projeto atendendo a 14 crianças com Síndrome de Down e ofereceu cursos de culinária aos familiares. Mães como Luzenir Mendes Costa deram depoimentos emocionante, agradecendo à Assembleia e ao deputado Roberto Costa.

Patrícia da Silva Sousa é também professora adjunta da  Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com residência médica em Neurologia Infantil pela Universidade de Campinas (Unicamp), Doutorado em Neurociências (UNIFESP/UNIPETE) e especialista em Neurologia pela ABN e em Neurofisiologia – Eletroencefalografia (SBNC).

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.