Causou surpresa a súbita mudança do governador do Maranhão nestas últimas 24h em relação ao uso da Base Espacial de Alcântara pelos EUA, conforme acordo assinado ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. 
Depois de mostrar ser contrário ao acordo por entender que “a exploração comercial não pode ser monopólio de um país, ou seja, a Base deve estar à disposição de todos os países que queiram usar e tenham condições para tanto”, Flávio Dino mudou de postura.

E passou a defender contrapartidas sociais em favor da região de Alcântara, sem deixar explícito a defesa de contrapartidas para o Maranhão. Afinal, o Brasil vai alugar a base por R$ 10 bilhões, o que deve deixar uma parte com o nosso estado.

O governador, contudo, disse que não concorda com a ampliação da base que resulte a na remoção das famílias que moram nas proximidades do local.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.