Divulgado com alarde, notadamente na mídia que morde as folhas do Palácio dos Leões, de que a ex-governadora Roseana Sarney e o pai dela, o ex-presidente José Sarney, teriam anunciado na sexta-feira passada, dia 19 deste, o apoio ao candidato Jair Bolsonaro.

Tanto o pai quanto a filha preferiram ficar neutros na campanha presidencial e nem sinalizaram em quem irão votar agora no segundo turno. Apenas o deputado Adriano Sarney, filho do ex-ministro Sarney Filho, informou dias depois da eleição de 8 de outubro que votará em Bolsonaro, mesmo correndo risco de ser penalizado pelo seu partido, o PV.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.