Os candidatos Flávio Dino e Roseana Sarney estão caindo numa equivocada intenção de pegar carona com Lula no Maranhão, imaginando que o apoio dele se transforme em votos.

Em 2006, Lula era presidente a apoiou abertamente o nome de Roseana Sarney que era candidato ao governo, inclusive participando com ela de comícios em Timon.

Gravou mensagens, pediu votos aos prefeitos, deputados e senadores. Candidato à reeleição presidencial, Lula prometeu despejar mundos e fundos no Maranhão, caso sua candidata fosse eleita.

Roseana perdeu a eleição para Jackson Lago, mas ainda assim não largou de Lula. Continua tendo o petista como seu candidato à presidência agora em 2018, mesmo o PT garantindo que o candidato de Lula é Flávio Dino.

O governador comunista andou por vários palanques no Maranhão em 2014, do PSB ao PT e até no PSDB. No segundo turno, quando percebeu que Dilma Rousseff ganharia, declarou a petista como sua única candidata.

Agora à noite, às 20h, Dino vai subir ao palanque aqui em São Luís para dizer que Lula é seu candidato, mas bem que ele já andou namorando Ciro Gomes e até defendendo o ex-governador do Ceará como o único candidato das esquerdas.

O vice-de Lula, ex-prefeito Hadad vai levar ao povo maranhense a mensagem de que o único candidato de Lula no Maranhão é Flávio Dino. Até aqui tudo bem, tudo bacana.

Ocorre que Lula não tem poder e nunca conseguiu transferir votos. Nem mesmo quando sua filha foi candidata a vereadora em São Bernardo do Campo, interior paulista.

Lula tem muito carisma e poder de aglutinar votos, mas só para ele.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.