O nosso partido tem um projeto para o Maranhão, aqui estão os nossos pré-candidatos ao senado, Waldir Maranhão e Alexandre Almeida, que caminham conosco”, disse o senador Roberto Rocha durante encontro com lideranças na cidade de Carutapera, na presença dos nomes citados. Ele se referia aos dois presentes, que são pré-candidatos ao Senado, vez que o outro, José Reinaldo Tavares, não estavam no local.

O governador Flávio Dino tem visitado ou participado de inaugurações no interior e sempre cita os deputados presentes aos eventos como pré-candidatos a estadual ou federal como aliados e que ajudam seu governo. Nem por isso ele diz que os da base ausentes no local não são aliados ou não ajudam seu governo.

Mas uma parte da imprensa que joga lenha na fogueira para empurrar Roberto Rocha contra Zé Reinaldo diretamente estão jogando no apoio dos candidatos ao Senado do governador, como se inocentes fossem. E sabem que tudo é questão de interpretação.

Zé Reinaldo Tavares ingressou no PSDB, mas avisando que apoiaria o nome de Eduardo Braide para governador. Na época, ninguém do PSDB discordou.

Tavares vem fazendo das tripas coração para convencer Braide a sair candidato, mas o deputado estadual não tem encontrado estrutura partidária ou financeira para entrar na disputa. Um ex-presidente da Câmara Municipal de São Luis revelou ao blog na quinta-feira que Braide lhe confirmou que vai ser mesmo candidato a deputado federal. É o que deve acontecer.

Assim sendo, neste cenário futuro que vai se apresentar em julho, Braide vai apoiar Tavares para o Senado, com a possibilidade de votar e pedir votos para Roberto Rocha. Em contrapartida, o candidato a federal de José Reinaldo Tavares será Eduardo Braide.

Portanto, ninguém rifou ninguém, mas muitos se aproveitaram para tirar uma casquinha da situação. Simples assim, como diz sempre o jornalista Marco Deça.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.