Com a decisão de ontem à noite do Tribunal Superior Eleitoral que cassou a chapa vencedora da eleição que resultou na vitória de Zé Vieira e Florêncio Neto, a população de Bacabal, na sua ampla maioria, amanheceu triste. O semblante de hoje é o da incerteza, da dúvida, e da agonia. Afinal, foi arrancada da vontade do povo uma decisão tomada nas urnas e a esperança da certeza e do bom tratamento com a coisa pública.

Zé Vieira foi eleito com mais de 20 mil votos. Derrotou seu adversário e todo um grupo político liderado pelo senador João Alberto, contando apenas com a ajuda daqueles que até hoje o consideram como um pai.

Apesar da idade, Zé Vieira continua sendo um homem destemido, trabalhador, presente nas ações municipais, cuidando da cidade toda e não apenas de seu grupo político. Agora, que não poderá mais concorrer, deve pendurar as chuteiras do mandato, mas não da política. Ele respira a política do bem o tempo todo.

Agora, é aguardar o que virá pelo frente com o novo comando da Prefeitura de Bacabal que será dirigida pelo presidente da Câmara Municipal, Edvan Brandão. É esperar se os salários continuarão sendo pagos em dia, saber se a cidade vai permanecer limpa, se as obras terão continuidade.

Mas é tempo também de aguardar o nome que terá o apoio de Zé Vieira para que seu legado tenha prosseguimento e a população possa desfrutar dos resultados. Bacabal terá uma nova eleição com data a ser marcada ainda.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.