A denúncia tomou conta da cidade. A professora Yolanda (foto abaixo ao lado do denunciado) registrou queixa contra o coordenador da Secretaria de Educação de Coroatá, professor Benedito, de que para obter emprego na Semed tem que se humilhar muito ou fazer o “teste do sofá”, consiste em fazer sexo com o chefe. O coordenador foi denunciado em plena Semana da Mulher e continua no cargo.

O assédio, segundo a professora, aconteceu no dia 05 de março, terça-feira. O coordenador ainda tentou manter a professora presa numa sala e que era a única forma dela conseguir o emprego.  No áudio abaixo ela mostra indignação e desabafa:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.