Durante audiência pública em defesa da Área de Preservação Ambiental (APA) do Itapiracó, realizada neste sábado, o vereador Marcial Lima (foto abaixo) denunciou a interdição de uma rádio via cabo, no bairro Parque Vitória, que fazia críticas à prefeitura local. A emissora, cujas transmissões se davam por meio de um sistema de alto-falantes, foi lacrada misteriosamente por fiscais da Prefeitura de São José de Ribamar por causa de supostas dívidas relativas a tributos municipais.

Durante audiência pública em defesa da Área de Preservação Ambiental (APA) do Itapiracó, realizada neste sábado, o vereador Marcial Lima (PEN) denunciou a interdição de uma rádio via cabo, no bairro Parque Vitória, que fazia críticas à prefeitura local. A emissora, cujas transmissões se davam por meio de um sistema de alto-falantes, foi lacrada misteriosamente por fiscais da Prefeitura de São José de Ribamar por causa de supostas dívidas relativas a tributos municipais.

Marcial Lima solidarizou-se ao proprietário da rádio, conhecido na comunidade como Michel, e colocou a assessoria jurídica do seu gabinete à disposição para protestar contra a interdição.

O vereador lamentou profundamente o fechamento da rádio e classificou a medida extrema da prefeitura como retaliação à política do responsável pela emissora, que, inclusive, já havia iniciado processo de negociação junto ao Município para saldar os débitos. “Um veículo de comunicação, independente da função que ocupe na sociedade, precisa ser respeitado pelos gestores públicos. Não sei o que se passa na cabeça de administradores públicos que tomam certas atitudes diante de criticas”. assinalou.

Marcial frisou que no caso específico do Parque Vitória a gestão pública deixa muito a desejar, pois o bairro está completamente abandonado. “Não quero acreditar que o prefeito Luis Fernando Silva por trás dessa ação”. declarou.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.