Maldine Vieira

O prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira (PCdoB), parece ter orgulho de manter em seu currículo político a fama de “perseguidor e caçador de prefeitos”. Na ânsia para chegar ao poder a qualquer custo, Juscelino ao longo dos anos fez parte de todos os grupos políticos que disputaram eleição no município, e oque é pior, em todos saiu por trair seus aliados na sedenta busca pelo poder.

A fama de ‘traidor’ não veio a toa. Após atuar como um dos principais articuladores que ajudaram a eleger o médico Deusdete Sampaio como prefeito da cidade, Juscelino aproveitou o período em que fez parte da administração para reunir documentos e, mais tarde, comandar o “carro bomba” que fez uma devassa na gestão de Sampaio, levando inclusive, a cassação do ex-prefeito.

Com o ex-prefeito Leonardo Queiroz não foi muito diferente. Após conquistar a confiança do gestor em seu segundo mandato como prefeito de Açailândia, articulou para que Leonardo renunciasse ao cargo, que, na época, foi assumido por Gleide Santos. Foi o pior período político do município com um incessante troca troca de prefeitos.

Quando o então ex-prefeito Ildemar Gonçalves assumiu a prefeitura, Juscelino Oliveira estava lá como aliado, mas, não demorou a romper com o governo por não ter suas exigências e privilégios atendidos. Daí pra frente, se elegeu vereador, e se declarou oposição.

Na época, Juscelino começou arquitetar sua tão sonhada chegada ao cargo de prefeito da cidade. Se aliou a ex-prefeita Gleide Santos compondo a chapa majoritária, apostando na possibilidade de assumir o cargo. Vendo que isso não seria possível, não mediu esforços para juntamente com a maioria dos vereadores caçar o mandato de Gleide e se tornar o prefeito de Açailândia.

Com promessas e uma das mais ricas campanhas da região, Juscelino se reelegeu dando início ao maior caos administrativo já vivido pela população de Açailândia, cuja rejeição, atualmente chega a 90%.

Em meio à inúmeras denúncias de desvio de verbas e o pedido da criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), protocolada pelo Sindicato dos servidores públicos do município, SINTRASSEMA, o prefeito agora tenta evitar que a comissão seja criada. Pra isso, vem usando todos os meios para impedir a reeleição do atual presidente da Câmara Municipal, Josibeliano Farias, o Ceará, que conta com a maioria dos votos do parlamento.

Na tentativa de abafar futuros escândalos de corrução, o prefeito tenta a todo custo eleger o vereador Ancelmo Leandro, ex presidente da casa, e comandante do processo que levou a cassação do mandato de Gleide Santos, em julho de 2015.

Desde que a antecipação da eleição da Câmara Municipal foi anunciada, Ceará vem sofrendo duros ataques por parte de blogs pagos com dinheiro da prefeitura.

Nos últimos dias, o prefeito demonstra total desespero ao usar secretários para tentar cooptar vereadores que já declararam apoio ao atual presidente.

O presidente no entanto, já adiantou que nos próximos dias irá pedir uma auditoria nas licitações feitas pela prefeitura, que apontam fortes indícios de irregularidades.

Para Juscelino Oliveira, é uma questão de honra eleger Ancelmo Leandro, e posteriormente usar toda influência para tentar caçar o mandato do vereador Ceará, uma vez que, caçar mandato legitimado pelo povo, se tornou sua maior especialidade.

A eleição da Câmara Municipal de Açailândia acontecerá nesta quinta-feira (01).

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.