O secretário de Comunicação e Articulação Política e braço direito do governador Flávio Dino, jornalista Márcio Jerry (foto abaixo), já trabalha nos bastidores para esvaziar a solenidade de filiação do deputado Zé Reinaldo Tavares ao DEM. São fortes os rumores de pressões em lideranças políticas para o não comparecimento ao evento, marcado para o próximo dia 10.

Reinaldo, que conta com apoio da alta cúpula do DEM por ter sido governador eleito pela legenda e tido participação histórica no quadros do Democratas, foi alvo esta semana da artilharia dos comunicadores sob o comando dos Leões, após uma entrevista em que fez análise do cenário político nacional e seus desdobramentos nas eleições de outubro.

Não é de hoje que Jerry, com poderes dilatados no governo comunista, demonstra descontentamento diante da presença de Zé Reinaldo no grupo político do governador. Do alto de sua experiência, o ex-governador alertou há dois anos que Dino “pecava demais na articulação política”, opinião compartilhada hoje quase por unanimidade entre prefeitos, ex-aliados e lideranças partidárias agora na composição dos acordes eleitorais. A partir de então, azedaram as relação entre ambos.

Mais uma vez a caneta palaciana deve funcionar como canhão apontado para quem ousar contrariar os interesses governistas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.