Autor da proposta para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito que apure ps desvios de recursos da Saúde pública do Maranhão nos governos de Roseana Sarney e Flávio Dino, o deputado Wellington do Curso revelou que tem informações de que parte do dinheiro usado pelo IDAC (18 milhões desviados) foram entregue no Palácio dos Leões.

Com informação do Blog Atual7, o parlamentar não cita nome de quem teria embolsado os recursos. “Recebemos a informação que os saques, que eram feitos na boca do caixa, alguns deles foram entregues no Palácio do governo”, disse ao blog.

“A informação, segundo o progressista, teria sido repassada após ele haver proposto a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos e supostos serviços prestados por organizações sociais sem fins lucrativos à Secretaria de Estado da Saúde (SES)”, informa o Atual7.

O dinheiro apontado pela Polícia Federal como tendo sido desviado pelo IDA é da ordem de R$ 18 milhões e foi todo ele sacado na boca do caixa por etapas que chegaram até em R$ 400 mil de uma única vez.

A PF informou também que detectou aditivos feitos entre 2014 e 2017, sendo a maioria feita nos últimos três anos. E que esses recursos foram para agente públicos, que serão ainda revelados.

“A própria PF diz que os saques eram utilizados por políticos locais. Precisamos esclarecer, pra separar o joio do tribo. A verdade vai aparecer. Quem é de verdade sabe quem é de mentira. O Brasil está sendo passado a limpo e o Maranhão também vai ser passado a limpo. Não vamos retroceder um centímetro da instalação da CPI da Saúde no Maranhão”, disse Wellington ao Atual7.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.