O senador José Sarney teve participação embrionária e significativa na fundação da Rede Vida de Televisão, que foi autorizada na época em que presidia o Brasil.

Em reconhecimento a este feito, a direção nacional da emissora católica, através de seu fundador João Monteiro de Barros Filho, fará realizar nesta quinta-feira (24), data em que o ex-presidente e senador pelo Amapá (PMDB/AP) completa 84 anos de idade, uma Santa Missa especial no Santuário da Vida, na sede da emissora em São José do Rio Preto, que será transmitida ao vivo para todo o Brasil às 19h10.

“O Presidente Sarney teve um papel imprescindível para a consolidação de uma emissora católica baseada não apenas nos princípios cristãos, mas nos valores da família, da ética e do civismo, por esta razão prestaremos esta homenagem que é mais do que justa, agradecendo a Deus por iluminar este grande brasileiro que foi o precursor da nossa querida Rede Vida, o Canal da Família”, comentou Monteiro Filho.

Trajetória

A história política de José Sarney começou logo em 1955, quando estreou na Câmara dos Deputados aos 25 anos. Ele ainda teve pela frente mais duas legislaturas como deputado federal, até o ano de 1965, quando foi eleito governador do estado do Maranhão, com 60% dos votos válidos.

Logo após cumprir o seu mandato de governador, José Sarney foi eleito senador pelo Maranhão. E assim o fez por duas vezes, até 1985, ano em que assumiu a presidência da República, logo após 21 anos de regime ditatorial no país.

Como foi o primeiro presidente após a ditadura no Brasil, à José Sarney coube a tarefa de fazer a transição democrática do Brasil.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.