'Operação Veto' visa localizar e apreender identidades falsas e títulos eleitorais.‘Operação Veto’ visa localizar e apreender identidades falsas e títulos eleitorais.
A Polícia Federal deflagrou a Operação Veto na manhã desta quarta-feira, 03, na cidade de São Bento.

Foram cumpridos três Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela 38ª Zona Eleitoral do Maranhão, visando localizar e apreender documentos de identidade falsificados e material utilizado para a sua falsificação, bem como títulos eleitorais de terceiros que estavam sendo indevidamente retidos.

Os Mandados foram cumpridos em três endereços de pessoas ligadas a um candidato a vereador de São Bento.

A ação foi desencadeada a partir de requisição do Promotor de Justiça Eleitoral devido a denúncias de que documentos estariam sendo falsificados para serem utilizados no dia da eleição, com o objetivo de fraudar a votação.

Segundo as denúncias, um candidato a vereador estaria arrecadando títulos eleitorais de pessoas da cidade de São Bento e falsificando documentos de identidade com o nome dos referidos eleitores para serem utilizados por terceiros de sua confiança no dia do pleito e que votariam no lugar dos verdadeiros eleitores. Tal ação visava garantir uma expressiva votação para o candidato.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de tentativa de votação em lugar de outrem, falsificação de documentos para fins eleitorais e falsidade ideológica com fins eleitorais (art. 309, art. 348 e art. 350 do Código Eleitoral), com penas previstas de até seis anos de reclusão.

A Operação Veto foi assim nomeada como referência às condutas que são proibidas – ou vetadas – durante as eleições, ao mesmo tempo em que pode ser associada ao voto.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.