Nova modalidade de fraudar as eleições pode influenciar muitos resultados em 2014.Nova modalidade de fraudar as eleições pode influenciar muitos resultados em 2014.

Uma nova maneira e fraudar as eleições no interior do Maranhão rolou solta. Na maioria dos casos, o Ministério Público tomou conhecimento, bem como a Justiça Eleitoral, e deixaram passar batido.

O método fraudulento foi usado em quase todos os 217 municípios maranhenses. Ele não compra o voto do eleitor para que ele vote em determinado candidato. Na verdade, é feita a compra da omissão do eleitor.

Consiste basicamente no seguinte: entre sábado e domingo, véspera do dia da eleição, os eleitores sãos abordados até mesmo em sua própria residência. O adversário de um candidato, por exemplo, paga para o eleitor ir votar no candidato inimigo.

Então, feito o acordo, o eleitor entrega seu título e carteira de identidade para o negociador, como segurança de que não irá mesmo votar. Os documentos são devolvidos um dia após o realização do pleito. 

Em boa parte a omissão custou a cada eleitor quantias que variam entre R$ 50 até 500. Por isso, muitos candidatos que perderam a eleição estão até hoje sem entender como os votos não apareceram nas urnas.

Um caso neste aspecto chamou a atenção, menos da Promotoria e da Justiça Eleitoral, é claro. Em Mirador, em um povoado com três sessões, votam cerca de 320 pessoas. Abertas as urnas, apenas pouco mais de 30 compareceram para votar.

O candidato Pedro Abraão, que tinha a certeza da vitória, perdeu só naquela escola mais de 250 votos. Ele soube pelos eleitores arrependidos que tinha recebeido para não comparecer às urnas. O MP de Mirador foi certificado, mas fez pouco caso.

O que mais deixou revoltado os aliados de Abraão foram as apostas perdidas, pois a certeza de que iriam ganhar era tamanha que teve gente que perdeu casa, carro, motos, anéis e cordão de ouro. Teve um fazendeiro que ficou sem 20 cabeças de gado após o resultado final.

Essa nova modalidade de fraudar as eleições, se não freada desde já, pode influenciar muitos resultados em 2014.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.