Do Radar Político (Estadão) 

Da Sucursal de Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes suspendeu os efeitos que a Lei da Ficha Limpa teria sobre o senador Heráclito Fortes. Pela lei, o senador não poderia concorrer a um cargo público na eleição deste ano porque foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Piauí numa ação popular na qual foi acusado de usar a publicidade de obras públicas para fazer promoção pessoal. Heráclito recorre contra essa condenação no STF. Essa foi a primeira decisão do STF beneficiando um político ficha suja.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.