Agora lascou. A Prefeitura de São Luís acaba de romper o contrati com a Limpfort, uma das duas principais empresas que fazem a coleta de lixo de São Luís.

João Castelo alega que a empresa teria sofrido 70 autos de infração. A Limpfort, por sua vez, diz que sofre perseguições e por isso não recebe recursos há quatro meses.

Daí a razão da empresa liberar os funcionários para cruzar os braços. O pior é que a Limpfort fazia a coleta das áreas residências de classe média.

Como a Limpfort deve recorrer à Justiça, a área em que o lixo não vem sendo recolhido ficará exposta à podridão. Pior para os moradores.

A Prefeitura pode decretar estado de calamidade pública. E assim  contratar, em regime de urgência, portanto fora de licitação, qualquer empresa.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.