A Assessoria aos Municípios para o Desenvolvimento da Educação (AMDE), é apenas uma assessoria que contribui para o fortalecimento da educação, buscando a elevação dos índices educacionais dos municípios maranhenses. Destaque-se que o Maranhão foi o estado brasileiro que registrou o maior índice de crescimento da educação, acima das metas estabelecidas pelo MEC, segundo avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP/MEC).

A AMDE coordenou para a adesão dos 217 municípios ao compromisso “Todos pela Educação”, e tornou o estado como único da federação em que todos os municípios apresentaram seus projetos no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

Com relação à nota do blog Luís Cardoso, publicada nesta sexta, 16, vale esclarecer a AMDE está instalada à Rua da Palma, n° 475 – Praia Grande, em um prédio onde já funcionam o Centro de Educação e Cidadania (CEDUC) e o Núcleo de Altas Habilidades e Superdotação Joãosinho Trinta, ambos da estrutura da Seduc. O prédio não passou por nenhuma reforma, foi feito apenas um serviço de pintura, em algumas salas, para viabilizar a utilização.

A AMDE como assessoria, não é uma unidade orçamentária, portanto não gere e muito menos recebe transferência de recursos. A informação sobre a transferência de recursos não procede, vez que não foi aplicado qualquer valor próximo a 1 milhão, o gasto foi em torno de R$ 7.000,00 (sete mil reais).

Não existe na estrutura da SEDUC Secretaria de Planejamento e Gestão Financeira e sim Secretaria de Planejamento e Orçamento. A Gestão Financeira da casa é de responsabilidade da Unidade Gestora de Atividade Meio (UGAM), através da Superintendência Financeira. A UGAM está subordinada diretamente ao secretário.

Resposta do blog: A Amde nega que a Seduc tenha feito repasse no valor de R$ 1 milhã0 para a reforma do prédio do órgão, à rua da Palma. Diz que foram gastos em pintura somente R$ 7 mil. A minha fonte confirma o repasse do valor citado pelo blogue. Aguardo documentos.

Diz a nota ao blogue que não existe na estrutura da Seduc Planejamento e Gestão Financeira. É verdade. Tem a Secretaria de Planejamento e Orçamento, por onde são liberados todos os recursos da poderosa Seduc. No entanto, a nota omite o nome do novo secretário de Planejamento e Orçamento, Márcio Gomes, espécie de adjunto do secretário Lourenço Vieira da Silva, e esposo da coordenadora do Amde, Anny Kristen.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.