O Ministério Público, através da promotoria do meio Ambiente, intimou a Assembléia Legislativa a assinar um Termo de Conduta para que refloreste parte do terreno do novo prédio daquele Poder, no Sítio Rangedor.

A decisão tardia tomada pelo promotor Fernando Barreto será acatada pela AL, segundo fui informado hoje por um deputado. A audiência para assinatura do TC está marcada para quarta-feira.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.