O prefeito Tadeu Palácio cometeu erro primário em política ao orientar seu então candidato preferencial para ingressar no PSL. Canindé Barros deixou, na época, o PDT e entrou no PSL, com a garantia de que seria o candidato de Tadeu. Por pouco, Clodomir Paz não foi para o mesmo sacrifício. Paz foi convidado por Tadeu para deixar o PDT e se filiar a outro partido para ser o candidato. Com a experiência que adquiriu na convivência dos Sarney, preferiu ficar no PDT.

Tadeu Palácio não teve a visão de que o seu partido iria fazer pressões de toda ordem para entrar na disputa. Faltou ao prefeito a experiência política para viabilizar seu real candidato, Canindé Barros, o melhor colocado nas pesquisas do grupo de Palácio. O prefeito demorou na escolha do seu candidato, perdeu as rédeas da sua sucessão e hoje corre o risco de não eleger seu sucessor, que representará seu fracasso como político.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.