Bandidos invadem depósito de armas do 24º Batalhão de Caçadores

G1

Batalhão Barão de CaxiasHomens invadiram, na noite desse domingo (5) o local onde são guardadas as armas do 24º Batalhão de Caçadores, em São Luís, no bairro do João Paulo.

Segundo as primeiras informações da polícia, foram roubados cinco binóculos. A polícia não tem, ainda, informações sobre roubo de armas.

O Exército, a Polícia Militar e a Polícia Civil atuam para tentar capturar a quadrilha, que atua na região do Coroadinho, de acordo com a polícia. Até o momento, ninguém foi preso.

Atualizado ás 11:05

Prezados jornalistas dos meios de comunicações de São Luis-MA.

A propósito da matéria exibida no jornal Bom Dia Mirante da TV Mirante e no Portal G1 de autoria do jornalista Marcial Lima, sob o título “Bandidos invadem depósito de armas do 24º Batalhão de Caçadores”, na edição de hoje desse conceituado Jornal, o 24° Batalhão de Caçadores esclarece o seguinte: por volta das 21:30h, elementos não identificados subtraíram 05 (cinco) binóculos do interior de uma  barraca, por ocasião da realização de um exercício de treinamento dos Soldados incorporados no ano de 2013.

Imediatamente foi iniciado o patrulhamento e isolamento da área. O Comando do 24° Batalhão de Caçadores determinou a abertura de Inquérito Policial Militar (IPM) e medidas de busca do material. A Polícia Militar e a Polícia Civil estão apoiando as operações do 24º Batalhão de Caçadores na captura dos responsáveis.

Atenciosamente, 24° BATALHÃO DE CAÇADORES

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Vigilante é preso por forjar tentativa de roubo na SSP

GI Portal

Uma investigação da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) resultou, na tarde de ontem (18), na prisão do vigilante Jailson Almeida Mota, 42 anos.  Segundo a polícia, ele forjou o próprio o assalto na segunda-feira (15).

No dia da suposta tentativa de assalto, o funcionário da empresa SH Vigilância que presta serviços na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) contou que teria sido alvo de dois assaltantes que estavam tentando subtrair objetos das dependências do órgão.

De acordo com o delegado Rodson Almeida, Jailson foi intimado novamente à Delegacia em decorrência das contradições durante o depoimento.

O vigilante confessou que o fato não tinha ocorrido e detalhou o motivo e a real história do dia da suposta tentativa.

“Ele contou que uma bola tinha sido jogada nas dependências da SSP e pensando que a mesma estava sendo invadida tinha disparados dois tiros para dispersar os supostos assaltantes”, disse.

Ainda segundo o delegado, o vigilante Jailson afirmou que teria inventado a história da tentativa de assalto para poder justificar os disparos feitos por ele.

Jailson Almeida Mota assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de menor potencial ofensivo, onde responderá em liberdade pelo crime de falsa comunicação de crime.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública já entrou em contato com a empresa e solicitou que o vigilante seja imediatamente substituído dos quadros que prestam serviços no órgão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Suspeito de roubar R$ 100 mil de deputado é preso no Maranhão

Portal Gi

Thiago Mariano Pereira dos Santos, 31 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (11), na Ponte Dom Afonso Felipe Gregory, que divide os estados do Maranhão e Tocantins.deputado-1

Ele é um dos suspeitos de participar do assalto ocorrido no inicio da noite desta quinta-feira, onde foi vitima o deputado estadual do Tocantins, Oswaldo Reis.

O bando roubou cerca de R$ 100 mil, e mais o veiculo do parlamentar, uma Hilux, de cor branca e placas JEV-9991-DF.

Segundo o deputado, o assalto ocorreu entre as cidades de Augustinopolis e Buriti, e foi praticado por cinco elementos que estavam num Meriva, de cor preta.

Após ser informada da ocorrência a policia do Tocantins e Maranhão foram mobilizadas. Por volta das 22h, numa barreira montada pela polícia maranhense na ponte Dom Afonso Gregory, o veiculo suspeito de ser usado no assalto foi interceptado.deputado

Na abordagem, Thiago Mariano, que conduzia o veiculo ao ser inquirido sobre o assalto, além de confessar sua participação, e ainda, deu nome de mais dois suspeitos identificados como “Loirinho” e “Baixinho”, que seriam do estado do Pará.

Após ser apresentado ao delegado de Plantão em Imperatriz, Thiago Mariano, que é maranhense foi entre a policia do Tocantins noo inicio da madrugada desta sexta-feira (12).

De acordo com a policia após o assalto os bandidos teriam se divido. O veiculo do deputado foi encontrado logo depois da prisão abandonado à margem de uma estrada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bandidos assaltam banco e casa lotérica em Matões

banco do brasil de matoesUm ousado assalto aconteceu agora ha pouco no município de matões.

Bandidos fortemente armados invadiram a cidade e criaram pânico e terror, assaltaram uma agência do banco do brasil fazendo um raspa nos cofres e nos clientes, de lá rumaram para a casa lotérica de onde levaram toda a renda.

Aguardem mais detalhes.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Filho do prefeito de Nina Rodrigues é preso por tráfico de drogas

Ele e outras duas pessoas foram abordadas no Renascença, em São Luís. Com o trio foram apreendidos tabletes de maconha.

G1

Prefeito  Riba do Xerém  e Junior Prefeito Riba do Xerém e Junior.

O filho do prefeito de Nina Rodrigues (a 113 km de São Luís), José Ribamar da Cruz Ribeiro Júnior, conhecido como Riba Júnior, foi autuado por tráfico de drogas e conduzido ao 9º Distrito Policial, no bairro do São Francisco, onde está detido.

O filho de Riba do Xerém foi abordado no bairro do São Francisco, quando estava em companhia de outras duas pessoas, Renan Oliveira de Carvalho Barros e Carlos Leandro Neves Brito, que também foram encaminhados à delegacia. O trio estava dentro de um veículo Gol, amarelo, de placas CNU 0015, de São Luís. Ao perceberem a presença de uma viatura do Batalhão de Choque, empreenderam fuga, o que chamou a atenção dos policiais.

Seguiram em direção ao bairro do Renascença e, no meio do caminho, jogaram parte da droga que portavam pela janela do carro. Os PMs recolheram o entorpecente descartado e conseguiram deter os três. No carro, foi encontrada outra quantidade de droga. Ao todo, foram apreendidos com os jovens seis tabletes de maconha prensada.

“Na hora da apreensão, os policiais observaram que o carro estava sendo ligado com uma faca. De acordo com o condutor, o José Ribamar da Cruz Ribeiro Júnior, ele tinha perdido a chave do carro, que era da mãe dele. A mãe já compareceu à delegacia e confirmou a versão. Os três serão encaminhados ainda hoje ao Centro de Triagem de Pedrinhas”, afirmou a delegada Adriana Paixão.

A droga foi encaminhada ao Instituto de Criminalística e o carro passará por uma perícia. “Pelo crime de tráfico de drogas, eles poderão pegar de cinco a 15 anos de prisão”, explicou a delegada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Polícia já tem pistas de quem mandou matar empresário da Mandacaru

ivaldo-CRIMINOSOS

O serviço de Inteligência da Polícia já tem pistas do autor intelectual da morte do empresário Ivaldo Dias Pereira, mais conhecido por Ivaldo Mandacaru, executado na tarde do dia 9, na cidade de Bacabal à balas.

O empresário tinha diversos desafetos em Bacabal por questões de débitos contraídos e não liquidados. Mandacaru tinha uma empresa que operava com distribuição de cargas.

A polícia não revelou ainda nenhuma informação sobre os mandantes, mas são fortes os indícios de que se trata de um grupo de empresários de Petrolina, Pernambuco  cidade onde Mandacaru já teve negócios.

Abaixo o vídeo que mostra o momento em que o empresário foi executado pelos policiais militares Josemilson de Oliveira Santos e Francinaldo do Nascimento Silva, ambos militares em Petrolina (foto acima), que foram presos minutos depois do crime e estão recolhidos em São Luís.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bomba: desesperada, polícia grampeou jornalistas, blogueiros e viúva de Décio Sá

Jornalista Décio SáJornalista Décio Sá

No afã de elucidar rapidamente o assassinato do blogueiro e jornalista Décio Sá, executado no dia 23 de abril do ano passado, a polícia que investigou o caso cometeu atrocidades, forjou e manipulou depoimentos, além de grampear jornalistas, blogueiros, amigos chegados da vítima e, pasmem os leitores, até Silvana Sá, esposa de Décio Sá.

Em relatório reservado, a que o blog teve acesso, consta que cinco dias após a morte de Décio Sá, no dia 28 de abril de 2012, a polícia grampeou cerca de 72 telefones, pertencente a um total de quase 40 pessoas, após pedido de autorização judicial.

A Polícia denominou de “Blogueiros”  a operação desastrada e sem nenhum resultado concreto que pudesse levar aos mandantes do crime pela via do grampo e mirou como alvo alguns jornalistas, blogueiros, o telefone do próprio Décio Sá que estava em poder dos delegados, o telefone fixo da residência da vítima e o celular da viúva, além de alguns suspeitos.

O que chama a atenção no relatório reservado é a omissão de outros suspeitos no crime  e o grampo aos telefones da viúva que, naquele momento de dor, estava na mira da polícia como suspeita. Que loucura! Onde pretendia chegar a polícia? Amigo pessoal da vítima, o então vice prefeito de Barra do Corda, que conversava com Décio ao telefone no momento da execução, também foi grampeado.

O monitoramento aconteceu do dia 28 de maio a 30 de junho do mesmo ano de 2012, extrapolando o prazo estabelecido por lei, que pode viciar as provas pelo descumprimento legal, além  do uso de métodos incompatíveis com o Estado Democrático de Direito.

A mim pouco importa se meu telefone esteve grampeado naquele período, pois o meu aparelho já passou até por grampos federais para identificar as minhas fontes de informações e tem sido comum minha vida sendo bisbilhotada vez por outra pela polícia, políticos e empresários. Sinal de que o blog incomoda e nada de anormal acharam contra minha vida pessoal ou profissional.

Mas me preocupa a forma como tentaram jogar no mesmo nível, na mesma vala, profissionais da imprensa e bandidos. Nenhum dos jornalistas ou blogueiros grampeados foi indiciado.

Exatamente por causa da pressa para responder à sociedade o crime de que foi vítima o jornalista, que o capitão PM, mais conhecido por Fábio Capita, creio hoje que tenha sido injustiçado. Confrontei hoje todos os depoimentos e a pressa do desembargador Froz Sobrinho  pela soltura do militar.

Contradições e mais contradições permeiam as investigações e os depoimentos.  E fica aqui a preocupação  de que sejamos forçados a acreditar que Décio Sá não foi assassinado, mas cometeu um suicídio e ninguém foi julgado para pagar pelo crime.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Blog antecipou: cinco detentos foram mortos nesta madrugada em Pedrinhas

rebeliao-presidio-pedrinhas-sao-luis-maranhao-2 (1)Não foi por falta de aviso. O blog antecipou no dia 4 deste mês (reveja aqui) que no Complexo Presidiário de Pedrinhas o caldeirão estava prestes a explodir e com sinais de mortes.

Na madrugada de hoje, cinco detentos foram mortos, sendo três irmãos na Central de Custódia daquele presídio. Todos f0ram recolhidos ao local neste último final de semana por porte e tráfico de drogas.

A Secretaria de Estado da Justiça e Administração Presidiária vai proceder agora pela manhã os primeiros levantamentos para apurar as causas dos assassinatos, mas acredita que devem estar relacionados ao tráfico e acerto de contas. No início do mês de abril dois detentos foram mortos nas mesmas condições.

Há uma semana o blog antecipou para o perigo de mortes no complexo. As celas estão superlotadas e bandidos de alta periculosidade estão convivendo no mesmo espaço com os detentos que cometeram delitos menores.

Além disso, o tratamento é desumano e cruel. Detentos moram entre ratos e baratas e a comida chega às vezes estragada. As primeiras mortes são apenas os primeiros sinais de que o caldeirão ainda vai estourar.

A qualquer momento pode explodir uma grande rebelião nos anexos penitenciários do sistema prisional de Pedrinhas. O clima lá vivido é infernal, podendo se repetir aquela mesma cena em que presos foram decapitados e carbonizados.

Para que se tenha ideia, existe um agente carcerário para cada lote de 700 presos.

No dia primeiro deste mês, houve o começo de um motim em Pedrinhas. Inúmeras celas foram quebradas, mas tudo foi abafado. Os presos reclamam da qualidade da comida, falta de medicamentos e nem suporte adequado para o atendimento médico.

Para completar o quadro de insatisfação, existe um sistema de tratamento diferenciado dentro do presídios que vão desde a venda de celas mais confortáveis, permissão de entrada de celulares para uns e droga.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Empresário do Grupo Mandacaru, acaba de ser executado em Bacabal

Ivaldo “Mandacaru” é integrante de uma família bastante conhecida na região e acaba de ser assassinado.

Ele  foi atingido com uma bala na cabeça ao trafegar em seu automóvel próximo, rua Frederico Leda, centro de Bacabal.

Os autores foram presos na BR-316. Informações preliminares dão conta que os criminosos são policiais do estado de Pernambuco.

A arma usada pela dupla é uma pistola ponto 40, e com eles foram apreendidas mais de 50 capsulas intactas, além do veículo Corsa Classic, cor preta, placas MOJ 5846 – João Pessoa-PB, usado para o assassinato com características de crime de encomenda.

Neste momento os assassinos identificados como sendo Francinaldo do Nascimento Silva e Josémilson de Oliveira Santos, que tinham um mapa e a foto da vítima estão presos na Delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal.

ivaldo
Informações blog Sérgio Matias com edição.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Mega-operação contra corrupção é deflagrada em 78 cidades e 12 estados

Claudio Humberto

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal realizam uma mega-operação em 78 cidades de doze estados, nesta terça-feira (9), para cumprir mais de 337 mandados de busca e apreensão, 65 mandados de bloqueio, 92 de prisão e vinte mandados de afastamento de função pública

A operação resulta de investigações sobre desvio de dinheiro  em órgãos  municipais e estaduais, pagamento de propinas,  superfaturamento de  produtos e serviços, utilização de empresas  fantasmas, lavagem de  dinheiro, sonegação fiscal e enriquecimento  ilícito de agentes  públicos. Nos municípios, os mandados são cumpridos com auxílio das polícias militares.

A operação mobiliza mais de 150 promotores e 1.300 policiais e se destina a combater casos de corrupção e fraude em licitações públicas. As  ações são coordenadas pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações  Criminosas.

O alegados esquemas criminosos teriam produzido desvios de verbas superiores a R$  1,1 bilhão. O ex-prefeito Porto Velho (RO) Roberto Sobrinho está entre os cinco presos na cidade, investigados por  desvios de dinheiro.

O ex-prefeito não foi algemado e, ao deixar a casa, disse não saber os  motivos da prisão. “Isso é uma injustiça”, afirmou Sobrinho. As operações são realizadas nos  estados da Bahia, Ceará,  Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais,  Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rondônia e São  Paulo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Menos um: bandido é morto quando tentava assaltar no Turu

Um bandido que tentava assaltar um cliente do Banco do Brasil acabou de ser assassinado agora pouco à bala.

O fato aconteceu quando o marginal apontou o revólver para anunciar o assalto ao cliente que tinha saído da agência do BB na São Luís Rei de França, no Turu.

O homem que iria ser assaltado conseguiu tomar a arma a atirou contra o bandido que morreu no local. O corpo permanece estirado nas proximidades do posto Natureza.  É menos um retirado de circulação.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bancário foi morto a tiros após sequestro

Ele estava na porta de casa quando foi abordado pelos sequestradores. Corpo foi encontrado com um tiro na nuca no bairro da Vila Kiola.

G1

Durante a noite de sábado (7), mais um homicídio foi registrado na capital. Jether Jorran tinha 54 anos e era funcionário da agência do Bradesco no João Paulo. Ele foi sequestrado quando estava entrando em sua casa e ainda tentou ser levado sem o veículo, mas não conseguiu. Segundo a família da vítima, o corpo foi encontrado na Vila Kiola com um tiro na nuca. O carro foi encontrado sem várias peças no bairro do Maiobão.

A polícia ainda investiga o caso. De acordo com Alisson Martins, sobrinho da vítima, a família não desconfia de quem poderia ter cometido o crime, pois ele era muito querido por todos. Além de trabalhar no banco, ele também era poeta e já publicou dois livros e se preparava para publicar o terceiro.

A notícia gerou um choque na família. Os pais da vítima são idosos e estão temporariamente em São Luís para fazer um tratamento cardíaco e ainda não sabem da morte do filho. A família ainda estuda como dá a notícia para eles.

O corpo será sepultado em Vargem Grande, cidade natal da vítima.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.