Prometendo mostrar um vídeo que comprovaria que Neymar havia cometido violência e estupro contra ela, a modelo Nájila Trindade perdeu o terceiro advogado que a defendia sua causa. Hoje, o Advogado Danilo Garcia de Andrade anunciou sua retirada por causa da sua constituinte não mostrar as provas contra o jogador.

A acusação de Nájila fica cada vez mais complicada desde os primeiros depoimentos. Quando relatou o caso a uma delegada no primeiro momento e esqueceu de falar que o jogador não estava sem camisinha, o que seria um forte álibi para fortalecer sua negativa ao que seria um ato forçado.

Perdeu o primeiro advogado quando disse a ele que foi agredida e que a relação foi consensual, mas na delegacia inverteu tudo e disse que havia sido estuprada. Teve uma advogada que sem muitas explicações também largou tudo.

Nas conversas posteriores ao primeiro ato, tudo parecia muito tranquilo para quem havia sido estuprada, inclusive com novos convites dela. Porém, um vídeo gravado mostra a modelo pedindo para que o jogador a agredisse. Diante da recusa, passou a agredir Neymar.

Ela ainda  informou ao advogado que tinha outro vídeo em que era vítima, mas não entregou ao seu defensor alegando que seu apartamento fora arrombado e roubado.

A Polícia periciou o local e encontrou apenas as impressões digitais dela e da empregada. A dona do imóvel confirmou que as duas deixaram a porta do local aberta para inventar o arrombamento.

O advogado   Danilo Garcia, diante da ausência de provas concretas, anunciou hoje sua retirada do caso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.