Foi preso na manhã desta quarta-feira Emerson Vieira Correa (foto abaixo) suspeito como o homem que matou a lutadora de jiu-jitsu e universitária de Administração, Carine Silva e deixou o corpo da jovem às margens da BR 010, em Imperatriz. O suposto assassino ainda cortou os cabelos da vítima e a deixou despida.

No sábado, dia 19, a jovem de 24 anos, Carine Silva (foto acima com o “amigo”), atendeu a um telefone, se arrumou e saiu para jantar, com uma pessoa que ela disse que seria um amigo. No dia seguinte, domingo (20), o corpo da universitária foi encontrado à margem da BR – 010, em Imperatriz.

Ao ser achada, Carine estava despida e com o cabelo cortado. A polícia não acredita que apenas um homem tenha lutado contra ela até que a jovem fosse morta por traumatismo craniano. Ela era lutadora de artes marciais e se formaria em Administração no final do ano em curso.

Por volta das 22h30 ela ligou ao pai para informar que estava em um restaurante jantando com o suposto amigo, mas não disse em qual lugar nem o nome do restaurante.

Polícia procura homem que saiu com a lutadora de jiu jitsu e universitária achada morta no Maranhão

Empresário de dupla sertaneja mata e depois estupra uma motorista de aplicativo

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.