A Polícia Federal prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (14), em São Luís, uma mulher, que não teve a identidade revelada, pelo crime de moeda falsa. Ela se fez passar por outra pessoa de nome fictício que figurava como destinatária de uma encomenda a ser entregue pelos Correios. A referida correspondência continha notas falsas de R$ 50,00 (cinquenta reais) e R$ 100,00 (cem reais), totalizando o valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais) em cédulas falsas, as quais foram apreendidas.

Foto Divulgação: PF

O trabalho foi coordenado pela Unidade Especial de Repressão à Falsificação de Moeda da Polícia Federal, com a participação dos órgãos de segurança dos Correios.

As cédulas falsas continham características semelhantes às verdadeiras, com reprodução dos elementos de segurança e tonalidade própria das cédulas reais porém com numerações de séries repetidas, o que aponta a falsidade destas, a ser corroborada por exame pericial.

A flagranteada foi indiciada pelo crime de moeda falsa, tipificado no artigo 289, §1º do Código Penal e poderá ser condenada a pena que varia de 3 a 12 anos de reclusão e multa.

As investigações prosseguirão no intuito de descobrir eventuais outros envolvidos na prática delitiva.

Foto Divulgação: PF

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O candidato a governador do Estado do Maranhão, Weverton Rocha (PDT), participou hoje de uma sabatina ...
Leia Mais
O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão ...
Leia Mais
Ex-prefeito da pequena e paupérrima São Pedro dos Crentes virou o maior milionário da cidade, ainda ...
Leia Mais
Atendendo pedido do Ministério Público do Maranhão, formulado em Ação Civil Pública, a Justiça anulou, em ...
Leia Mais
O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), e a vice-prefeita de Pinheiro, ...
Leia Mais
Quem precisou de transporte de passeio nesta segunda-feira em Barreirinhas, nos Lençóis Maranhenses, ficou sem alternativa ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.