A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da 23° Delegacia Regional de Polícia de Buriticupu/MA, com apoio das Delegacias de Polícia de Arame e Bom Jesus das Selvas, no final da manhã do último domingo (15), realizou a prisão em flagrante de cinco pessoas, acusadas pela prática do crime de fraude em certame de interesse público, previsto no art. 311-A, do Código Penal.

Foto Divulgação: PCMA

Após o recebimento de informações sobre uma possível fraude que ocorreria no concurso público do município de Buriticupu, com a circulação de “áudios e prints” pelo aplicativo “WhatsApp”, uma equipe da Polícia Civil passou a realizar levantamentos e conseguiu identificar um acusado, oriundo do Estado do Piauí, bem como verificar o local onde o indivíduo estava hospedado, também foi descoberto o colégio onde ele faria prova.

De imediato foi feita representação pela busca e apreensão domiciliar no quarto de hotel que o suspeito estava hospedado, e iniciado monitoramento deste, sendo realizada abordagem quando estava saindo do local de prova. Em razão das evidências colhidas foi dada voz de prisão ao indivíduo, cumprido o mandado de busca e apreensão e o mesmo encaminhado para a delegacia de polícia para os procedimentos legais.

O investigado tem como “modus operandi” realizar pessoalmente a prova e passar suas respostas (gabarito) para outros inscritos no concurso, através do aplicativo “WhatsApp”, para candidatos que o “contrataram” previamente, pela quantia de R$ 3.000,00 (três mil reais). Foram identificadas 04 candidatas inscritas no concurso que pagaram os mencionados valores, sendo todas encaminhas para a delegacia de polícia.

A rápida ação da Polícia Civil impediu que o acusado enviasse suas respostas para as candidatas inscritas, trazendo um maior prejuízo ao andamento do concurso público. Todavia, as diligências continuam a fim de apurar o envolvimento de outras pessoas no delito investigado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.