Policiais Civis do Maranhão cumpriram neste fim de semana cinco mandados de prisão preventiva contra suspeitos de integrarem um grupo de extermínio que atuava na Região da Baixada Maranhense.

Foto Reprodução: PCMA

De acordo com informações obtidas pela Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), o grupo seria responsável por pelos menos 28 mortes ocorridas nos últimos dois anos na região.

Os alvos dos mandados de prisão já estavam presos em presídios das cidades de Pinheiro e São Luís, após uma megaoperação realizada no dia 27 de janeiro deste ano, que resultou inclusive na prisão de uma policial militar, investigado de integrar o bando criminoso. Com a ação policial, foi possível desarticular a organização criminosa que disseminava o medo por onde passava. Em um dos atos criminosos do bando, ocorrido em 2020, a vítima foi morta com 12 disparos de arma de fogo, em uma rodovia, na cidade de Peri Mirim.

As investigações continuam sob a competência do Departamento de Homicídios do Interior, no intuito de identificar outros possíveis membros do grupo criminoso, além de reduzir o número de crimes contra a vida na Baixada Maranhense.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.