Dois funcionários da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) foram presos por fraude pela Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos – DCCT/SEIC, que efetuou mandados de busca e apreensão e prisões preventivas, nos últimos dias 20 e 21, segunda e terça, em Itapecuru Mirim. O prejuízo é de mais de R$ 500 mil para a Companhia.

Prisões e apreensões pela SEIC

A dupla, que seria um casal, acessava o sistema da CAEMA para verificar os clientes que possuíam débito, com isso, entravam em contato como se fosse do setor de cobranças para ofertar aos clientes valores abaixo do valor real para realizar a quitação do débito.

Tomado conhecimento do fato, o Departamento de Crimes Tecnológicos iniciou investigações e análise dos rastros deixados pela conduta criminosa e assim, foi possível a identificação da autoria neste caso.

As apurações seguem na tentativa de identificar se mais funcionários estariam envolvidos neste esquema criminoso.

Após serem interrogados, os presos, que não tiveram identidade revelada, foram encaminhados ao Sistema Penitenciário e os objetos apreendidos serão analisados.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.