A Polícia Civil do Maranhão, deu cumprimento a dois mandados de prisão preventiva contra dois homens suspeitos, nesta quarta-feira (9), pelos crimes de extorsão, roubo, dano, bando ou quadrilha, falsidade ideológica, abuso de autoridade e lavagem de dinheiro ocorridos em Timon. A prisão ocorreu na cidade por policiais civis do Grupo de Pronto Emprego (GPE) da 18ª Delegacia Regional de Timon.

Delegacia de Timon, no Maranhão

De acordo com as investigações, a dupla é acusada de junto com um investigador de Polícia Civil terem invadido a residência de um comerciante em 2020, todos se passando por policiais civis em serviço, onde simularam o cumprimento de um mandado de busca e apreensão exigindo que o proprietário do local abrisse um cofre e entregasse a quantia de 7 mil reais, subjugando ainda telefones celulares e ameaçando a vítima para que ele lhes entregassem a quantia de 50 mil reais.

Na ocasião, a vítima ainda foi levada pelo trio de criminosos sob coação e ameaça a um sítio e estabelecimento comercial, sendo depois liberada para que o dinheiro exigido fosse conseguido.

O policial civil acusado se encontra afastado de suas funções atualmente. As prisões de ontem (9) ocorreram nos bairros Cidade Nova II e Parque Piauí, em Timon. Os dois presos foram encaminhados à Unidade Prisional de Timon onde ficarão à disposição do Judiciário.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.