Já não ultrapassa mais a 16% a vantagem que Lula vinha mantendo sobre o atual presidente da República, conforme apontavam as pesquisas de vários institutos de abrangência nacional.

Levantamento feito pelo Instituto Paraná, se a eleição fosse hoje, o ex-presidente Lula teria uma diferença de apenas 6% em relação ao seu oponente, Jair Bolsonaro. Em outras institutos, o petista aparecia ameaçando ganhar no primeiro turno.

A surpresa ficou por conta do nome do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, que já deixou Ciro Gomes para trás e passou a ocupar o terceiro lugar, podendo surgir como a terceira via na disputa presidencial.

Confira abaixo um cenário com o nome de João Dória na disputa:

Lula (PT): 34,9%
Jair Bolsonaro (sem partido): 29,2%
Sergio Moro (Podemos): 10,7%
Ciro Gomes (PDT): 6,1%
João Doria (PSDB): 3,1%
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 1,2%
Simone Tebet (MDB): 0,6%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0,4%
Rodrigo Pacheco (PSD): 0,4%
Branco/nulo: 9,9%
Não sabe/não respondeu: 3,5%

Cenário 2 (com Eduardo Leite pelo PSDB)

Lula (PT): 35,1%
Jair Bolsonaro (sem partido): 29,8%
Sergio Moro (Podemos): 11%
Ciro Gomes (PDT): 6,1%
João Doria (PSDB): 1,6%
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 1,4%
Simone Tebet (MDB): 0,5%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0,4%
Rodrigo Pacheco (PSD): 0,3%
Branco/nulo: 10,2%
Não sabe/não respondeu: 3,4%

Metodologia – O Paraná Pesquisa entrevistou 2.020 eleitores entre os dias 16 e 19 de novembro, em 164 municípios brasileiros. A margem estimada de erro é de aproximadamente 2 pontos percentuais para os resultados gerais.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.