A cada saída temporária coletiva de condenados por penas variadas que apresentam bom comportamento e cumprem outras regras, a população fica em pânico por causa do não retorno de parte dos que ganharam o benefício. Neste último do indulto de natal, dos 603 contemplados, 37 não voltaram para suas unidades prisionais.

Não se sabe ao  certo quantos estão foragidos em São Luís ou espalhados por outras cidades maranhenses. Vez por outra, alguns são identificados quando presos por roubo, homicídio, estupro ou se assassinados, geralmente executados por vingança.

Nesta última saída natalina 37 não retornaram no dia 27 de dezembro passado e se somam aos que nunca voltaram de outros indultos de 2019. Geralmente a Secretaria de Administração Penitenciária informa o número, que se acumula e nos deixa reféns.

Os indultados são os que estão em regime semi-aberto, ou que tenha cumprido um sexto da pena, além da exigência da boa conduta, mediante consulta judicial junto aos diretores de presídios.

 Os indultos são de Natal e Ano Novo, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos País e Finados. Alguns já cometeram crimes hediondos nas mesmas datas dos benefícios, sem falar dos assassinos de genitores que são liberados exatamente no dia dos pais.

A Seap informa apenas o número dos foragidos a cada temporada, mas sempre omitiu o quantitativo real e suas identificações dos últimos cinco anos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.