Covid-19: São Luís dispara em óbitos; veja contaminados e mortes nas outras cidades

    MunicípiosConfirmadosÓbitosLetalidade
    São Luís21491366.33%
    São José de Ribamar16784.79%
    Imperatriz11343.54%
    Paço do Lumiar8866.82%
    Bacabal2913.45%
    Caxias1600.0%
    Timon1600.0%
    Açailândia1500.0%
    Santa Rita1500.0%
    Raposa11218.18%
    Rosario1000.0%
    Bacabeira900.0%
    Chapadinha900.0%
    Vitória do Mearim900.0%
    Anajatuba7114.29%
    Matinha700.0%
    Zé Doca7114.29%
    Barreirinhas600.0%
    Cachoeira Grande5120.0%
    Colinas500.0%
    Cururupu5120.0%
    Pedreiras500.0%
    Vargem Grande500.0%
    Balsas400.0%
    Estreito400.0%
    Miranda do Norte400.0%
    Pinheiro400.0%
    Presidente Juscelino400.0%
    Santa Inês400.0%
    Viana400.0%
    Alto Alegre do Pindaré300.0%
    Arari3133.33%
    Codó300.0%
    Lago da pedra3133.33%
    Morros300.0%
    São Benedito do Rio Preto300.0%
    Trizidela do Vale300.0%
    Urbano Santos300.0%
    Bom Jardim200.0%
    Cantanhede200.0%
    Davinópolis2150.0%
    Itapecuru Mirim200.0%
    Milagres do Maranhão200.0%
    Mirinzal2150.0%
    Presidente Dutra200.0%
    Tuntum200.0%
    Alcântara100.0%
    Altamira do Maranhão100.0%
    Brejo100.0%
    Buritucupu100.0%
    Cajapió100.0%
    Centro Novo do Maranhão100.0%
    Coelho Neto100.0%
    Conceição do Lago Açu100.0%
    Governador Edison Lobão11100.0%
    Governador Nunes Freire100.0%
    Junco do Maranhão100.0%
    Magalhães de Almeida100.0%
    Mata Roma100.0%
    Monção100.0%
    Olho D`agua Das Cunhãs100.0%
    Olinda Nova do Maranhão100.0%
    Peritoró100.0%
    São Francisco do Brejão100.0%
    São João Batista100.0%
    São João dos Patos100.0%
    Vitorino Freire100.0%

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Covid: Brasil bate recorde de mortes em 24 h, chega a 5.017 e passa China

    Blog do Natanael Everton

    O Ministério da Saúde anunciou hoje que subiu para 5.017 o número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil — 474 óbitos confirmados nas últimas 24 horas, maior número registrado no período desde o início da pandemia. Com os dados atualizados, o país ultrapassou a China, que registra oficialmente 4.643 mortes por conta da covid-19.

    Cova coletiva aberta em cemitério de Manaus

    No total, são 71.886 casos oficiais no país, segundo os dados mais recentes do Ministério, com 5.385 novos diagnósticos de ontem para hoje. Segundo a pasta, ao menos 34.325 pacientes estão em acompanhamento e mais de 32.544 já se recuperaram. 1.156 óbitos seguem em investigação.

    Os Estados Unidos já acusaram o governo chinês de esconder relatórios sobre a doença no país, onde teve início a pandemia. A Organização Mundial de Saúde (OMS) registra que a China teve 84.347 diagnósticos de covid-19.

    Já Brasil tem subnotificação de casos e óbitos, indicam estudos recentes. Pesquisas brasileiras apontam que os casos aqui podem ser de 12 a 15 vezes maiores do que os reportados pelo Ministério.

    A taxa de letalidade — que compara os casos totais pelos números de óbitos confirmados — no Brasil é de 7%, segundo a atualização do governo.

    O anúncio de hoje, no entanto, não significa necessariamente que 474 pessoas morreram nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde tem somado ao balanço diário mortes ocorridas dias atrás, mas com confirmação de covid-19 no último dia.

    No total, as mortes em decorrência do coronavírus confirmadas em cada estado são:

    Acre (16); Alagoas (36), Amapá (26); Amazonas (351); Bahia (86); Ceará (403); Distrito Federal (28); Espírito Santo (64); Goiás (27); Maranhão (145); Mato Grosso (11); Mato Grosso do Sul (9); Minas Gerais (71); Pará (129); Paraná (77); Paraíba (53); Pernambuco (508); Piauí (21); Rio Grande do Norte (48); Rio Grande do Sul (42); Rio de Janeiro (738); Rondônia (11); Roraima (6); Santa Catarina (44); São Paulo (2.049); Sergipe (11); Tocantins (2).

    Pico entre 2 a 9 semanas

    Secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira declarou nesta tarde que o período de maior incidência de vírus respiratórios, como o caso da covid-19, é previsto para iniciar em duas semanas.

    A declaração foi dada em entrevista coletiva concedida pelo Ministério da Saúde. Segundo Oliveira, o Brasil inicia a 18ª semana desde que iniciou os boletins a respeito da situação do coronavírus no país.

    Projetando o pico de casos de outras infecções respiratórias que já acometeram o Brasil, ele apresentou o levantamento.

    “Estamos na semana epidemiológica de número 18. O período de maior incidência de vírus respiratórios ocorre em torno da 20ª, 22ª, 27ª semana. Em alguns anos ela se antecipa, em outros isso é prorrogado”, observou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Cresce assustadoramente o número de infectados por covid-19 nos bairros da capital; confira

    Na região da Grande Ilha de São Luís os números estão subindo rápido e já caminhando para 2 mil espalhados em 189 bairros. Turu pulou para 85, seguido do Calhau com 74, Renascença com 64 e Cidade Operária com 50. Veja abaixo a relação dos bairros e os números de pessoas atingidas:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Calhau, Renascença e Bairro de Fátima lideram em números de casos de Covid-19; confira a lista

    A SES disponibilizou a lista de bairros que já possuem registros da doença, com destaque para a região nobre da cidade. Alguns casos, no entanto, podem não estar listados devido a não informação do endereço por unidade privada. Por isso, a lista abaixo revela a localização de 76% dos casos de infecção na capital. Veja a lista por ordem de número de casos:

    Calhau – 55 casos

    Renascença – 46 casos

    Bairro de Fátima – 39 casos

    Turu – 35 casos

    Cidade Operária – 31 casos

    Araçagy – 29 casos

    Cohatrac I, II, III, IV, Primavera-Cohatrac – 27 casos

    Anjo da Guarda – 25 casos

    Monte Castelo – 24 casos

    Ponta d’Areia – 23 casos

    Liberdade – 22 casos

    Cohama – 21 casos

    Coroadinho – 21 casos

    Bequimão – 20 casos

    Vila Embratel – 19 casos

    Anil – 18 casos

    Centro – 17 casos

    Conjunto Dom Sebastião / Vila dos Nobres / Pq. Dos Nobres / Parque Timbira – 16 casos

    Conjunto Habitacional Vinhais – 15 casos

    Maracanã – 15 casos

    Angelim – 14 casos

    Jardim São Cristóvão / Conjunto Juçara / Conjunto Penalva – 13 casos

    Alemanha – 12 casos

    João Paulo – 12 casos

    Cohafuma – 11 casos

    Olho D’água – 11 casos

    São Francisco – 11 casos

    Conjunto São Raimundo – 10 casos

    Parque Vitória – 10 casos

    Vila Palmeira – 10 casos

    Bom Jesus – 9 casos

    Jardim América – 9 casos

    Lira – 9 casos

    Alto Turu – 8 casos

    Jardim Tropical – 8 casos

    Recanto dos Vinhais – 8 casos

    Cohab Anil I – 7 casos

    Cohab Anil III – 7 casos

    Cruzeiro do Anil – 7 casos

    Forquilha – 7 casos

    Jordoa – 7 casos

    Parque Amazonas – 7 casos

    Ponta do Farol – 7 casos

    Santa Cruz – 7 casos

    Bela Vista / Primavera I (Cohajap) – 6 casos

    Chácara Brasil – 6 casos

    Cidade Olímpica – 6 casos

    Jardim das Margaridas / Parque Aurora / Planalto Anil I, II, III – 6 casos

    Jardim de Fátima – 6 casos

    Maiobinha – 6 casos

    Apeadouro – 5 casos

    Barreto – 5 casos

    Camboa – 5 casos

    Caratatiua – 5 casos

    Retiro Natal – 5 casos

    São Bernardo – 5 casos

    Cohatrac V – 4 casos

    Conjunto Rio Anil – 4 casos

    Coroado – 4 casos

    Filipinho / Redenção – 4 casos

    Ipase – 4 casos

    Maranhão Novo – 4 casos

    Nova Terra – 4 casos

    Pindaí – 4 casos

    Pindorama – 4 casos

    Planalto Turu II – 4 casos

    Planalto Vinhais II – 4 casos

    Quitandinha / Vinhais I / Vinhais II – 4 casos

    Santa Efigênia – 4 casos

    Santo Antonio – 4 casos

    Vila Itamar – 4 casos

    Aurora – 3 casos

    Bom Milagre – 3 casos

    Centro (São José de Ribamar) – 3 casos

    Diamante – 3 casos

    Ipem Turú – 3 casos

    Jaracaty – 3 casos

    Jardim Eldorado – 3 casos

    Jardim São Cristóvão II – 3 casos

    João de Deus – 3 casos

    Parque Atenas – 3 casos

    Sacavém – 3 casos

    Santa Bárbara – 3 casos

    Santa Clara – 3 casos

    São Marcos – 3 casos

    Tibiri – 3 casos

    Vila Bacanga – 3 casos

    Vila Isabel – 3 casos

    Vila Isabel Cafeteira – 3 casos

    VILA OPERARIA – 3 casos

    Apicum – 2 casos

    Areinha – 2 casos

    Coheb – 2 casos

    Conjunto Habitacional Turu / Jardim Atlântico – 2 casos

    Coréia – 2 casos

    Fumacê – 2 casos

    Gancharia – 2 casos

    Ipem São Cristóvão/Conjunto São Carlos – 2 casos

    Madre Deus – 2 casos

    Mata de Itapera – 2 casos

    Matinha – 2 casos

    Moropoia – 2 casos

    Novo Angelim – 2 casos

    Planalto Aurora – 2 casos

    Radional – 2 casos

    Ribeira – 2 casos

    São Benedito – 2 casos

    Turiuba – 2 casos

    Vila Alonso Costa – 2 casos

    Vila Ariri – 2 casos

    Vila Fialho – 2 casos

    Vila Flamengo – 2 casos

    Vila Janaína – 2 casos

    Vila Kiola – 2 casos

    Vila Lobão e Vila Roseana Sarney – 2 casos

    Vila Mauro Fecury II – 2 casos

    Vila Passos – 2 casos

    Vila Sarney Filho II – 2 casos

    Alto da Esperança – 1 caso

    Cantinho do Céu / Conjunto Manoel Beckman – 1 caso

    Cohab Anil II – 1 caso

    Cohaserma / Cohaserma II – 1 caso

    Conjunto São Marcos – 1 caso

    Cutim Anil – 1 caso

    Desterro – 1 caso

    Fé em Deus – 1 caso

    Goiabal – 1 caso

    Ivar Saldanha – 1 caso

    Jardim Coelho Neto – 1 caso

    Miritiua – 1 caso

    Novo Cohatrac – 1 caso

    Outeiro da Cruz – 1 caso

    Parque Ângela / Residencial Vinhais III – 1 caso

    Parque Jair – 1 caso

    Parque Universitário – 1 caso

    Quebra-Pote – 1 caso

    Recanto dos Pássaros – 1 caso

    Recanto dos Signos – 1 caso

    Santa Rosa – 1 caso

    Sítio Leal – 1 caso

    Sítio Pirapora – 1 caso

    Tijupa Queimado – 1 caso

    Tirirical – 1 caso

    Trizidela da Maioba – 1 caso

    Vila Brasil – 1 caso

    Vila Dr. Julinho – 1 caso

    Vila Maranhão – 1 caso

    Vila Mauro Fecury I – 1 caso

    Vila Nova – 1 caso

    Vila São Luís – 1 caso

    Vila Sarney Filho I – 1 caso

    Em processo de coleta de informações – 162 casos

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Cidade Operária tem 14 casos de Covid-19; Calhau, Renascença e Turu lideram

    O crescimento de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus vem assustando as autoridades de saúde. A nossa Grande Ilha foi incluída na relação das capitais com taxas acima do normal. Todos os dias os registros apontam a subida de óbitos e contaminados. Veja abaixo a relação por bairro:

    1. Calhau – 29 casos
    2. Renascença – 29 casos
    3. Turu – 21 casos
    4. Ponta d’Areia – 15 casos
    5. Cidade Operária – 14 casos
    6. Bairro de Fátima – 13 casos
    7. Araçagy – 11 casos
    8. Bequimão – 10 casos
    9. Cohama – 10 casos
    10. Cohatrac I, II, III, IV, Primavera-Cohatrac – 10 casos
    11. Monte Castelo – 10 casos
    12. Centro – 7 casos
    13. Cohafuma – 7 casos
    14. Conjunto Habitacional Vinhais – 7 casos
    15. Coroadinho – 7 casos
    16. Vila Embratel – 6 casos
    17. Anjo da Guarda – 5 casos
    18. Liberdade – 5 casos
    19. Maracanã – 5 casos
    20. Anil – 4 casos
    21. Bela Vista / Primavera I (Cohajap) – 4 casos
    22. Cohab Anil I – 4 casos
    23. Conjunto Dom Sebastião / Vila dos Nobres / Pq. Dos Nobres / Parque Timbira- 4 casos
    24. Jardim de Fátima – 4 casos
    25. Olho D’água – 4 casos
    26. Ponta do Farol – 4 casos
    27. Alto Turu – 3 casos
    28. Cruzeiro do Anil- 3 casos
    29. Jardim Eldorado – 3 casos
    30. Lira – 3 casos
    31. Maranhão Novo – 3 casos
    32. Parque Amazonas – 3 casos
    33. Parque Vitória – 3 casos
    34. Pindorama – 3 casos
    35. Quitandinha / Vinhais I / Vinhais II – 3 casos
    36. Alemanha – 2 casos
    37. Angelim – 2 casos
    38. Bom Jesus – 2 casos
    39. Centro (São José de Ribamar) – 2 casos
    40. Chácara Brasil – 2 casos
    41. Coroado – 2 casos
    42. Forquilha – 2 casos
    43. Jaracaty – 2 casos
    44. Jardim América – 2 casos
    45. Jardim das Margaridas / Parque Aurora / Planalto Anil I, II, III- casos
    46. Jardim São Cristóvão / Conjunto Juçara / Conjunto Penalva – 2 casos
    47. João de Deus – 2 casos
    48. Jordoa – 2 casos
    49. Nova Terra- 2 casos
    50. Planalto Turu II – 2 casos
    51. Planalto Vinhais II – 2 casos
    52. Radional – 2 casos
    53. Recanto dos Vinhais – 2 casos
    54. São Francisco – 2 casos
    55. São Marcos – 2 casos
    56. Vila São Luís – 2 casos
    57. Apeadouro – 1 caso
    58. Apicum – 1 caso
    59. Aurora – 1 caso
    60. Barreto – 1 caso
    61. Camboa – 1 caso
    62. Cantinho do Céu / Conjunto Manoel Beckman – 1 caso
    63. Caratatiua – 1 caso
    64. Cidade Olímpica – 1 caso
    65. Conjunto Rio Anil – 1 caso
    66. Conjunto São Marcos – 1 caso
    67. Conjunto São Raimundo – 1 caso
    68. Ipase – 1 caso
    69. Ipem São Cristóvão/Conjunto São Carlos- 1 caso
    70. João Paulo – 1 caso
    71. Maiobinha – 1 caso
    72. Moropoia – 1 caso
    73. Parque Universitário – 1 caso
    74. Pindaí – 1 caso
    75. Planalto Aurora – 1 caso
    76. Quebra-Pote – 1 caso
    77. Retiro Natal – 1 caso
    78. Ribeira – 1 caso
    79. Sacavém – 1 caso
    80. Santa Bárbara – 1 caso
    81. Santa Clara – 1 caso
    82. Santa Rosa – 1 caso
    83. Santo Antônio – 1 caso
    84. São Benedito – 1 caso
    85. Sá Viana – 1 caso
    86. Sítio Leal – 1 caso
    87. Tirirical – 1 caso
    88. Vila Ariri – 1 caso
    89. Vila Isabel Cafeteira – 1 caso
    90. Vila Lobão e Vila Roseana Sarney – 1 caso
    91. Vila Mauro Fecury I – 1 caso
    92. Vila Operária – 1 caso
    93. Vila Passos – 1 caso
    94. Vila Sarney Filho I – 1 caso
    95. Vila Sarney Filho II – 1 caso
    96. Sem informação ou fora da base cartográfica – 35 casos

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Emenda de Weverton garante isenção apenas para empresas que não demitirem funcionários

    O senador Weverton (PDT-MA) apresentou uma emenda ao Projeto de Lei 949/2020. O PL isenta empresas de pagar o FGTS e outras contribuições sociais de empregados durante o estado de emergência em saúde pública. A proposta de Weverton, que já foi acatada pelo relator Arolde de Oliveira (PSC-RS), propõe que o empregador só terá isenção das contribuições se assumir o compromisso de não demitir funcionários até o fim do estado de calamidade pública.
    “Neste momento de dificuldade, temos que resguardar os empregos. As empresas devem ser ajudadas, mas os trabalhadores também”, ressaltou o parlamentar.
    De acordo com o senador, é importante a desoneração de folha de pagamento das empresas devido à pandemia. No entanto, os funcionários precisam ter segurança de que não serão demitidos a qualquer momento.
    “É necessário garantir que as empresas não quebrem com a crise e a manutenção dos empregos. O mundo inteiro enfrenta um momento difícil. Todos juntos precisam dar sua contribuição para minimizar os efeitos dessa pandemia sobre o emprego e a renda das pessoas”, explicou Weverton.
    PL 949/2020
    O PL 949/2020 isenta empresas de pagar o FGTS e outras contribuições sociais de empregados durante o estado de calamidade pública. De autoria do senador Irajá (PSD-TO), o texto adia a cobrança desses encargos até o fim da decretação de calamidade. Depois, os tributos serão recolhidos em parcelas mensais, em número equivalente ao dobro dos meses de duração da pandemia.
    A regra vale para empresas, independentemente do número de empregados, do regime de tributação (a exemplo do Simples), da natureza jurídica ou do ramo de atividade econômica.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Veja a relação de bares, restaurantes e lanchonetes que já realizaram demissões em São Luís

    Blog Diego Emir

    Em razão da pandemia global Covid-19 e das medidas de isolamento social decretadas pelo Governo do Estado do Maranhão, o setor de bares, restaurantes e de turismo entrou em uma verdadeira crise. Por conta dessa situação, os empresários informaram que estão sendo obrigados a demitir funcionários, alguns estão tentando evitar o desligamento e estão anunciando a suspensão do contrato ou férias de seus colaboradores.

    O Blog Diego Emir conseguiu através da Abrasel, a relação de estabelecimentos que resolveram demitir, suspender ou conceder férias a seus funcionários.

    Os dados foram atualizados até a noite de segunda-feira (13).

    DON IRDARA                                                                   

    Suspensão do contrato de trabalho: 18

    Demissões: 0

    NONNO GIOTO

    Suspensão do contrato de trabalho: 02

    Demissões: 03

    Férias: 00

    PIZZA CLUB

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 00

    Férias: 05

    SUSHI BAR

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 02

    Férias: 00

    BONDIBOCA

    Suspensão do contrato de trabalho: 01

    Demissões: 02

    Férias: 04

    ROCHA BURGUER

    Suspensão do contrato de trabalho: 0

    Demissões: 00

    Férias: 03

    ADOCICATO

    Suspensão do contrato de trabalho: 06

    Demissões: 03

    Férias: 00

    Empório PIZZAS

    Suspensão do contrato de trabalho: 0

    Demissões: 01

    Férias: 00

    BULLDOG BURGUER 

    Suspensão do contrato de trabalho: 03

    Demissões: 01

    Férias: 00

    EMPÓRIO DOS SORVETES

    Suspensão do contrato de trabalho: 01

    Demissões: 01

    Férias: 00

    ALEX LANCHES

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 10

    Férias: 00

    PROZAC HOT DOGUERIA

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 02

    Férias: 00

    GRAND PASTELLI

    Suspensão do contrato de trabalho: 02

    Demissões: 02

    Férias: 00

    CANTO DO CHEFE

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 03

    Férias: 00

    BAR DOS CONTERRÂNEOS

    Suspensão do contrato de trabalho: 25

    Demissões: 00

    Férias: 00

    RESTAURANTE HADASSA

    Suspensão do contrato de trabalho: 01

    Demissões: 00

    Férias: 00

    CLASS EVENTOS

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 04

    Férias: 00

    PAPO DE BOTECO

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 15

    Férias: 00

    PIZZA VIGNOLLI

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 40

    Férias: 00

    FEIJÃO DE CORDA

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 40

    Férias: 00

    FLOR DE VINAGREIRA

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 40

    Férias: 00

    CHURRASCARIA SAL E BRASA

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 60

    Férias: 00

    RESTAURANTE CABANA DO SOL

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 70

    Férias: 00

    BOB’S

    Suspensão do contrato de trabalho: 00

    Demissões: 30

    Férias: 00

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Covid-19: Saúde libera mais R$ 4 bilhões para estados e municípios

    Por R7

    Valor corresponde à parcela mensal extra do que cada estado ou município já recebe para ações de média, alta complexidade ou atenção primária

    O Ministério da Saúde liberou mais R$ 4 bilhões a estados e municípios para ações de combate à covid-19. O valor é um adicional ao que já recebem para custeio de ações e serviços relacionados à saúde e pode ser utilizado para compra de materiais e insumos, abrir novos leitos e custear profissionais.

    A Portaria nº 774/2020 com a liberação foi publicada nesta quinta-feira (9) em edição extra do Diário Oficial da União. O valor corresponde a uma parcela mensal extra do que cada estado ou município já recebe para ações de média e alta complexidade ou atenção primária.

    Em mensagem nas redes sociais, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que os recursos já foram depositados nas contas dos fundos estaduais e municipais de saúde. “A gente acha que, com isso, eles [os gestores de saúde] podem adquirir os equipamentos de proteção individual (EPIs) que a gente começa a trazer da China. Está começando o mercado chinês a se organizar, estamos conseguindo trazer”, disse.

    De acordo com o ministro, a primeira carga com 40 milhões de máscaras vinda da China, de uma compra de 240 milhões de máscaras, deve chegar ao país na terça-feira (14). O esforço da equipe do Ministério da Saúde é de trazer 40 milhões por semana. Um edital será aberto para que empresas interessadas em ofertar esses insumos possam se cadastrar.

    “Com isso a gente pacifica o mercado brasileiro. E isso, doravante pacificado, a gente já repassa os recursos para que os estados e municípios comprem, a iniciativa privada já está comprando. O mercado está começando a se normalizar, o de EPIs”, explicou o ministro.

    Já sobre os respiradores, Mandetta disse que ainda há dificuldade. Segundo ele, foi feito uma acordo com a indústria nacional para elevar de 800 para 15 mil a produção de respiradores mecânicos em 90 dias.

    O ministro da Saúde reforçou a orientação da pasta para manter o isolamento social. De acordo com Mandetta, na próxima semana “vamos colher os frutos da difícil redução da mobilidade social”, determinada por estados e municípios nas últimas duas semanas. “Hoje eu vi que o pessoal começou a andar mais, vamos pagar esse preço ali na frente. Esse vírus adora aglomeração, adora contato, adora que as pessoas achem que ele é inofensivo. E aí, as cidades podem pegar a transmissão sustentada [ou comunitária]”, ressaltou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Governo inclui já enterrados em lista de mortos pelo coronavírus no MA

    Blog do Marco Aurélio D’Eça

    Mortes anunciadas nas últimas 24 horas são de pessoas já sepultadas há pelo menos uma semana, mas a forma da divulgação dá a impressão de uma escalada da coVID-19 e apavora a população em isolamento social

    O governo do Maranhão tem adotado uma prática confusa na divulgação das mortes por coVID-19, o que acaba levando a um pânico desnecessário à população, que já vive a ansiedade do isolamento social.

    Dentre as últimas sete mortes anunciadas entre a segunda e a terça-feira, por exemplo, boa parte já estava enterrada há semanas.

    Mas a forma como a Secretaria de Saúde – e o próprio governador Flávio Dino (PCdoB)  – fizeram o anúncio, deu a impressão de que as mortes aconteceram nas últimas 24 horas.

    E passou a ideia de uma escalada nos casos de coVID-19.

    O problema ocorre por que há duas situações não devidamente esclarecidas pelas autoridades de saúde do Maranhão;

    1 – quantos pacientes estão sendo monitorados – no hospital ou em casa – já com o diagnóstico oficial para coVID-19?

    2 – quantos pacientes morreram com suspeita de contaminação pelo coronavírus e sem que o resultado do exame para coVID-19 tenha sido divulgado antes do enterro?

    Em outras palavras, nem todas as mortes anunciadas pelo governo ocorreram exatamente no período em que foram anunciadas.

    O governo maranhense precisa encontrar formas de separar essas informações e as divulgar claramente, sob pena de gerar ainda mais pânico na população confinada.

    A menos que seja esse o objetivo das autoridades…

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Assembleia reforça prevenção contra a COVID-19 com novas medidas para evitar propagação da doença

    A Assembleia Legislativa do Maranhão, visando reforçar as medidas preventivas de combate ao novo coronavirus e evitar a propagação da doença, está aferindo a temperatura de todos os servidores que precisam ter acesso ao Palácio Manuel Beckman, para a realização de serviços essenciais na Casa. A nova medida é mais uma estratégia da instituição, adotada para o enfrentamento à pandemia da COVID-19.

    A Diretoria de Saúde e Medicina Ocupacional da Assembleia escalou equipes de profissionais, que se revezam para realizar a checagem da temperatura das pessoas que chegam à Alema. Para isso, está sendo utilizado um termômetro digital com sistema de medição infravermelho, que mostra a temperatura corporal da pessoa em poucos segundos.

    De acordo com o diretor de Saúde da Assembleia, Dr. Costa Júnior, trata-se de mais uma medida preventiva importante. “Este é um procedimento que vem sendo adotado, por exemplo, em aeroportos e em diversos outros locais públicos, como parte das estratégias definidas como barreiras sanitárias”, explicou.

    Na quinta-feira (2), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), por meio da Resolução Administrativa 172/2020, prorrogou, por mais 15 dias, a suspensão das atividades do Parlamento, uma vez que, decorrida a primeira quinzena de paralisação das atividades não essenciais da Casa, constatou-se, a partir de dados fornecidos pelos órgãos de Saúde, um acréscimo significativo na confirmação de casos da Covid-19 no Maranhão. O novo prazo começou a valer no domingo passado (5) e termina no dia 19 deste mês.

    “O Parlamento maranhense continuará seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde, do Ministério da Saúde e do Governo do Estado do Maranhão, para enfrentarmos essa pandemia, garantindo a segurança e a saúde dos parlamentares, servidores, estagiários e demais colaboradores da Casa, bem como de toda a população”, afirmou Othelino Neto.

    Serviços essenciais

    A nova Resolução Administrativa determina que os demais artigos e dispositivos estabelecidos na Resolução Administrativa 159/2020, editada em 21 de março, permanecem inalterados, incluindo a continuidade do funcionamento dos serviços essenciais com regimes de rodízio, plantões, redução de expediente ou trabalho remoto, incluindo-se entre estes a Presidência, o Gabinete Militar e as Diretorias Geral, de Saúde, de Comunicação, Orçamento e Finanças, de Administração e de Recursos Humanos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito Sissi Viana prorroga medidas preventivas contra o COVID-19

     O prefeito Sissi Viana prorrogou, nesta segunda-feira (06), medidas de prevenção à disseminação do Novo Coronavírus (COVID-19) no município de Godofredo Viana.

    Seguindo exemplo do Governo do Estado, o gestor determinou a continuidade da suspensão das aulas na rede municipal de ensino até o dia 26 deste mês.

    O prefeito também prorrogou, até o dia 12 do corrente, decreto estabelecendo o fechamento de alguns estabelecimentos comerciais não essenciais, como como academias, bares, restaurantes, lanchonetes, lojas e estabelecimentos congêneres.

    Neste caso específico, e como forma de não prejudicar a economia local, fica assegurado aos proprietários dos estabelecimentos o direito de comercializarem seus produtos, desde que utilizem serviços alternativos, tais como delivery ou retirada dos produtos no local.

    Sissi Viana, desde o mês passado, vem executando ações que visam, principalmente, preservar à vida do cidadão godofredense, evitando, desta forma, a proliferação do vírus.

    Também foram instaladas barreiras que visam fiscalizar, orientar e cadastrar veículos e pessoas que chegam ao município pela MA-101, principal rota de acesso à cidade.

    O gestor também determinou a vacinação domiciliar contra a H1N1 para idosos.

    ““Os idosos fazem parte do grupo de risco do Coronavírus. Por esta razão decidimos levar até eles a vacinação contra a gripe, evitando desta forma o seu deslocamento às unidades de saúde”, disse.

    “Adotamos todas as medidas cabíveis para evitar a disseminação do vírus e também defendemos o isolamento social neste momento. Com fé em Deus, iremos virar esta página”, finalizou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.