Quadro negro

O Maranhão ficou na décima sétima colocação no ENEM. 57 mil alunos fizeram as provas objetivas.

Estudantes prestando prova ao Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM

De acordo com os resultados, as dez piores escolas são: Padre Astolfo Serra, de Matinhas, Almerinda Bayma, de Codó, Centro de Ensino de Jovens e Adultos Lúcia Bayma, de Codó, Kiola Costa, de São Bento, São José de Ribamar Anexo, Centro de Ensino Ebero Santos, de Grajaú, Clodomir Millet, de Coroatá, Augostinha Lima, de Igarapé do Meio, Deputado Alexandre Costa, de Milagres do Maranhão, Monsenhor Madureira, de Bacabeira. Enquanto a média nacional foi de 50.84, a do Maranhão atingiu 46.14.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O dono da Emap

O ex-deputado federal João Castelo acha que é o dono da Emap (aquela empresa que administra o Porto do Itaqui de acordo com as conveniências de seu presidente). O meu bloogue foi o primeiro a informar que Castelo quer indicar o seu sucessor

Comentei no blogue do jornalista Walter Rodrigues a informação a mim repassada de que João Castelo teria firmado um acordo com o governador Jackson Lago para que seu substituto seja João Rodolfo Ribeiro Gonçalves, primo de Castelo, diretor de operações da Emap.

Leio hoje no excelente blogue do jornalista Marco Deça a mesma informação. Porém, acabo de receber um telefone de um pedetista da Secom que desmente o provável acerto. Diz o membro do PDT que o cargo, caso Castelo se desincompatibilize, será preenchido por um membro do partido. Citou até o nome, mas pediu que não fosse divulgado.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Décio Sá

O jornalista e blogueiro do Imirante Décio Sá vem sofrendo ameaças de espancamento e até morte pelo deputado federal Ribamar Alves. A coisa é séria. Alves, que reside em Santa Inês, terra conhecida pelo mando da bala, pelo poder do calibre, não gosta de ser criticado.

O Sindicato dos jornalista e a Fenaj devem tomar as providências para evitar que tais ameaçam resultem em realidade. Mandato de deputado é passageiro. Profissão de jornalista é eterna. Décio Sá é formado pela Ufma.

Do nosso blogue e do Jornal A Tarde, o companheiro jornalista tem a solidariedade e nosso apoio para não permitir que pessoas com mandatos de deputado se arvorem de dono da lei  e o senhor da chibata. Não se intimide, Décio Sá!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Rapina II

Rapina

A segunda etapa da Operação Rapina não foi concluída. A Polícia Federal aguardava mais três prefeitos e dois presidentes de Câmara Municipais que haviam mandado seus auxiliares para o escritório de contabilidade da rua 23 de novembro, na Camboa, na noite de terça-feira última.

Quando souberam da presença dos federais na manhã de quarta-feira, sumiram, inclusive de seus municípios. Um deles é a prefeita de Carutapera. O escritório serviu, durante dois dias que antec ederam ao prazo para prestação de contas junto ao TCE, para fabricar documentações fiscais.

Os donos do escritório de contabilidade permanecem presos sob custódia da Polícia Federal. As mulheres, em número de quatro, na antiga Delegacia Metropolitana, no Olho D`água. Os homens, em número de nove, no Presídio de Pedrinhas. Advogados, incluindo nomes da direção estadual do OAB, fazem a defesa e engordam a receita.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O sorriso de Tadeu

Não pensem que o prefeito Tadeu Palácio anda desesperado com o estado de caos implantado pelas fortes chuvas na maioria ou em quase todos os bairros da cidade. Não!

Tadeu, ao contrário, anda como sorriso largo. Achou como forte aliado para seu projeto político (fazer seu sucessor) São Pedro. Por isso, numa roda de jornalista, pediu o número do fax do santo que tem as chaves dos tanques celestes. Talvez para lhe agradecer por tanta chuva. Explico.

Com R$ 7 milhões enviados do cofre estadual muito bem guardados e mais o acúmulo de recursos oriundos de transferências federais, estaduais, e de verbas da receita própria, a burra da Prefeitura de São Luís está quase parindo. Tamanho o volume de dinheiro para ser gasto exatamente nos três meses que antecedem a data da eleição municipal.

Com as chuvas de abril e as pancadas violentas de maio, o prefeito vai decretar estado de emergência em São Luís. São mais recursos federais que entrarão na barriga da prefeitura. Com a entrada de junho, São Pedro passará um fax ao prefeito para comunicar que chegou a bonança. É hora, então, de trabalhar, mostrar serviço.

Experiente, Tadeu Palácio vai encher as ruas e avenidas da cidade de máquinas e asfalto. É o prefeito trabalhador, dirão os menos informados (a maioria da população). São Luís virou um canteiro de obras, falarão as vozes carentes nas ruas, praças, becos e esquinas (da periferia, principalmente).

Com os salários municipais pagos em dia e, consequentemente, o comércio aquecido, ninguém segura a administração Tadeu Palácio. É assim que no interior qualquer prefeito se reelege ou faz seu sucessor. Ganha com salários e asfalto. Pouco importa a barriga de quem não é municipal ou as esperanças dos jovens desempregados. Nem mesmo a mágica fórmula das domésticas para multiplicar os pães. Lamentável que tudo ocorra assim.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cadê as obras ?

Fui informado que o Governo do Estado teria repassado R$ 7 milhões para a Prefeitura de São Luís para recuperação de ruas e avenidas.

Se for verdadeira a informação, o prefeito Tadeu Palácio guardou a grana, talvez, para iniciar as obras depois das chuvas de maio, embora as ruas e avenidas da cidade estejam a cara de Bagdá depois dos pesados torpedos ianques.

Aliás, Tadeu Palácio goza quando fala dos estragos causados pelas chuvas. “Quero saber o número do fax de São Pedro para pedir para ele maneirar nas chuvas. Se soubesse, teria comprado uma guarda-chuva enorme para proteger a cidade”, disse o prefeito a um grupo de jornalistas na Assembléia Legislativa.

Ora, oftalmologista Tadeu Palácio, só não enxerga o problema e não visualiza a solução quem não quer. Tem chovido muito, é bem verdade. Porém, na trégua das águas não tem sido feito nada.

A mim me parece que o prefeito só pretende executar as obras e gastar o dinheiro repassado pelo Governo do Estado a partir de junho, exatamente três meses da eleição de outubro. Está claro que ele permitirá o castigo a São Luís para depois lucrar dividendos eleitorais para seu candidato. É assim que se ama uma cidade?  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tadeu afasta Castelo

Definitivamente o ex-deputado federal João Castelo não terá mesmo o apoio do prefeito Tadeu Palácio para disputar o cargo de prefreito de São Luís.

“Essa coisa de pesquisa agora pode ser diferente no futuro. Já olhei muita gente lá em cima e depois não ganhou a eleição”, disse Tadeu, numa clara referência ao desempenho de Castelo em eleições para cargos executivos.

Como as coisas mudam tão rapidamente na política. Há dois anos, o prefeito era amigo pessoal de Castelo. Chegou, inclusive, a emprestar o nome da sua esposa na época, Tati Palácio, para ser a segunda suplente na chapa de João Castelo que concorria uma vaga ao Senado Federal.

Tadeu tinha um plano: eleger Castelo para que ele fosse mais na frente o prefeito de São Luís e sua esposa ocupassa a vaga de senadora. Deu tudo errado. Castelo não foi eleito e Tadeu largou a esposa.

Antes, porém, Tadeu chegou a fazer um novo acordo com Castelo: apoiaria seu nome à sua sucessão desde que o hoje presidente da Emap voltasse para o palanque com Jacksonj Lago no segundo turno da eleição. Castelo topou e Jackson foi eleito.

Entretanto, o acordo não foi comprido. As paredes da residência de Castelo são testemunhas mudas do acerto. É assim que as coisas acontecem na política.   

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Samuel Sá

O ex-vereador Samuel Sá vai concorrer a uma vaga na Câmara de São Luís. Político experiente e de comportamento humano e sensato, Samuel Sá ocupou até ontem cargo de secretário-adjunto  da secretaria de Governo Municipal.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sem sorte

Marajá do Sena não tem tido sorte com seus administradores. Criada por inspiração puramente eleitoreira, a cidade que nunca teve nada para ser município permanece em estado de miséria absoluta. Só a população sofre. Os políticos ganham.

Marajá do Sena, ao longo da sua existência, já recebeu aporte de volumosos recursos. São transferências federais, estaduais e convênios. Chegou até a receber dinheiro liberado pelo Ministério do Meio Ambiente, na gestão do então ministro Sarney Filho.

A verba, para construção de encostas, teve outro destino. Lamentável. Ontem, o prefeito de Marajá do Sena, Pirechi Roberto Farias foi preso pela Polícia Federal pego em escritório de contabilidade provavelmente fraudando notas fiscais.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sem reeleição

Boa parte dos prefeitos presos pela Operação Rapina, de um total de nove, terá que desistir da reeleição. É que, na época, a PF ficou com as documentações das prefeituras apreendidas em sua sede.

A maioria diz respeito à prestação de contas. Como os prefeitos estão sem os documentos fiscais apreendidos, não tiveram como prestar contas do exercício de 2007.

O mesmo vai acontecer com os prefeitos de Marajá do Sena e Centro Novo, presos ontem por fraude em documentos fiscais.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sorriso de Alexandra

A quem pergunta se sua secretaria de Articulação de Assuntos Internacionais foi extinta, Alexandra Tavares oferece como resposta sonora gargalhada.

A ex-primeira dama continua sendo prestigiada pelo governador Jackson Lago, com quem tem se reunido todas as vezes em que o governador vai a Brasília.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.