A prefeita, nas fases das suas doideiras, esquecia de que o dinheiro público não lhe pertence e acabou fazendo sumir R$ 64 milhões dos recursos da contribuição previdenciária dos servidores de Santa Luzia, como constatou o Ministério Público, que já pediu a indisponibilidade de bens e o afastamento do cargo.  

Além de responder  ato de improbidade administrativo, França do Macaquinho ainda poderá ter a prisão decretada, exatamente no ano em que o marido dela disputa um cargo de deputado e faz uma campanha milionária.

De acordo com o documento do Ministério Público, França do Macaquinho deixou de repassar no ano de 2017, mais de R$12 milhões de contribuições do servidores; em 2018, o valor foi superior a R$13 milhões; em 2019 foi de quase R$12 milhões; em 2020 mais de R$15 milhões; 2021 mais de R$10 milhões, totalizando mais de R$64 milhões não repassado em contribuições previdenciárias dos servidores municipais, conforme publicou o Blog do Diego Emir.

Diante do exposto, o promotor Leonardo Santana Modesto, pediu o afastamento e a indisponibilidade bens da prefeita França do Macaquinho.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (MA) publicou nesta segunda-feira (8/8), no Diário Oficial ...
Leia Mais
G1 MA De acordo com um novo laudo emitido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente ...
Leia Mais
O candidato a governador do Maranhão, Weverton Rocha (PDT) esteve este fim de semana visitando as ...
Leia Mais
Santa Helena recebeu, com grande festa, nesta sexta-feira (5), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ...
Leia Mais
A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) encaminhou, na última segunda-feira (1º), requerimento de autoria do ...
Leia Mais
Em evento de realizado nesta manhã a cidade de Pinheiro, o prefeito de Palmeirândia, Edilson da ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.