O comandante da PM, coronel Frederico Pereira, informou hoje que em questão de pouco tempo a polícia colocará as mãos nos chefes da organização que vinha contrabandeando mercadorias, como armas, uisques, cigarros, e drogas. Depois de prender militares e civis e apreender mercadorias ontem à noite no Quebra Pote,, foi estourado hoje, no período da tarde, um depósito de cargas na Vila Esperança.

Assim como no primeiro galpão, neste segundo depósito as cargas eram idênticas: centenas de litros de uisque e pacotes de cigarros. Lá foi apreendido também caminhão para fazer o transporte.

Foram presos na operação como envolvidos um major, um sargento e um soldado, todo da PM-MA, que já prestaram depoimentos e foram deslocados para o Quartel Geral, no Calhau.

O coronel Pereira adiantou que as investigações vão chegar aos chefes dos contrabandos, que não foram encontrados no local onde as mercadorias estavam sendo armazenadas.

A quadrilha, que tem a participação dos militares, mantinha um porto clandestino no bairro Arraial, no Quebra Pote, zona rural de São Luís. Era lá que os produtos do contrabando chegavam e saiam.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.